sábado, 27 de março de 2010

O MECANISMO DA TENSÃO


O corpo do homem moderno cada dia mais tem dificuldade de relaxar. Porque o corpo do homem moderno não está funcionando como deveria, com a sua própria sabedoria.

O corpo tem sua sabedoria particular, mas está impedido de usar – por isso há tensão. A mente está cheia de tensão, porque está sempre sobrecarregada, sempre explorada...

Tensão é confusão! Só há tensão por causa da confusão. A cultura, o conhecimento tem feito com que o corpo esteja em confusão, ela tem feito com que o corpo utilize seus membros de forma errada, inadequada. E isso trás toda a tensão, toda a confusão.

Um exemplo:

As pessoas vivem pensando em sexo. Por ventura o sexo é de competência do pensamento? Não, sexo é de responsabilidade do sentimento! Ora, a mente não existe para isso, ela não foi feita para isso. A mente não foi feita para sentir, ela foi feita para pensar. O sexo tem o seu próprio aparelho, o seu próprio centro. Mas o sexo a muito deixou de ser genital para ser uma atividade mental. Daí toda a prostituição, toda a perversão, toda a confusão...

Olhe para o homem moderno: Ele está sentindo quando tem de pensar e, está pensando quando tem de sentir. O centro do sentimento está funcionando no lugar do centro do pensamento e, o centro do pensamento está funcionando no lugar do centro do sentimento. Quanta tensão, quanta confusão...

Cada aparelho do corpo deveria fazer o seu próprio trabalho, cada um deveria gastar a sua energia. Porém, uns estão fazendo muito trabalho com pouca energia, e outros fazendo pouco trabalho com muita energia. Por isso o cansaço, por isso a tensão, por isso a confusão. Um está tenso por ter sido deixado sem nada para fazer, e o outro está tenso por ter sido deixado com muita coisa para fazer. Essa é maior causa dos problemas de visão, audição; problemas nas articulações...

Não crie tensão, deixe com que cada órgão cumpra a sua própria obrigação.

Edson Carmo

23 comentários:

cantinho she disse...

...interessante...bjo, bjo! ;)

Irene disse...

Olá, Edson !!!

Gostei do post...Vejo que, nos grandes centros, a pressa é cada vez maior. As pessoas não tem tempo para ajudar alguém que se machucou numa queda...não tem tempo de ajudar senhoras a conseguir informações....não tem tempo de ajudar aos cadeirantes a subir e descer as escadas e por ai vai. A pressa é tanta que a sociedade está se tornando, ligeiramente, desuhumana e muito cruel.
Desuhumana e cruel pq veem as mazelas humanas, mas não tem tempo de pensar sobre isso pq estão com pressa.
No meio de tanta pressa é natural que os seres humanos sejam incapazes de conheçer a si msm. Vemos muitas pessoas buscando respostas para perguntas pessoais....pessoas pedindo conselhos sobre problemas particulares...pessoas perdidas em seus próprios comportamentos contraditorios....e a explicação para tudo isso é uma só: temos tanta pressa que não podemos perder tempo conheçendo a nós msm e, por isso, nos tornamos pessoas confusas acerca do que queremos ou sentimos.

Vc fez uma otima abordagem do assunto!

OBS: Edson, estive sumida nos ultimos dias pq meu trabalho consumiu mais tempo do que o usual.

Abraços !!!!!

Edson Carmo disse...

Querida amiga Sheila,

Entendo teu ...interessante como: diferente.

Espero ter trazido algo novo!

bjo, bjo! ;) do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Olá minha querida amiga Irene,

Seu comentário também é uma ótima reflexão, obrigado!

Que bom que você está de volta.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

LUmeNA disse...

Quando o corpo e a mente pedirem harmonia, deixem-se envolver pela tranquilidade.
Assim, o corpo terá a sua sabedoria, com equilíbrio físico e mental.

LUmeNA

Edson Carmo disse...

Querida amiga LUmeNA,

Sim, Exatamente!

Abraços,

Edson Carmo

Graça disse...

Olá, meu querido mui querido!

Sim, as tensões são geradas pelas confusões que nós mesmos conferimos a nosso corpo e mente...

E quando surgem, devemos ver esse estado como um sinal de "alerta", pois algo em nós está gritando por socorro, e não podemos descuidar!

Essa harmonia que vc tratou aqui é a base da nossa saúde integral! É preciso muito amor a si próprio, para manter essa tão suspirada harmonia, nesse mundo atual! Vc expôs de maneira muito didática, simples e fácil; parabéns, pois sei que seus conhecimentos são grandes e profundos!

A paz de Deus esteja sempre contigo!
Um abraço bem grandão pra ti.

Edson Carmo disse...

Minha preciosa amiga Graça,

As tensões são resultados de disfunções, de sobrecargas, de ...

Bela intervenção a sua!

Obrigado querida!

Aceite meu abraço cheio de ternura,

Edson Carmo

Adh2bs disse...

Boa tarde, Edson!
Será que isso não está ligado ao fato das pessoas estarem cada vez menos "vivendo" o mundo real? As pessoas preferem o mundo virtual, ver ao invés de fazer... E não me refiro só ao sexo... A TV e o computador vão ocupando cada vez mais tempo na vida das pessoas. Como fui habituado às reuniões em família, sair, encontrar e conversar com os amigos, fico meio chocado quando vejo gente "internada" em casa ou que pauta seus compromissos pelos horários dos programas da TV!
Nesse processo, o corpo vai ficando inútil (membros locomotores deixam de se mover, o coação deixa de sentir) e o cérebro fica sobrecarregado de informações que "substituem" a vivência. Ou algo por aí.
Grande abraço,
Adh

Edson Carmo disse...

Querido amigo Adhemar,

É isso também! E ainda posso dizer que o homem não está no corpo, ele está quase inteiramente na mente. O corpo está sem vida, sem observação, sem administração – o administrador não está lá, por isso há tensão do abandono... Por outro lado, o homem está quase que inteiramente na mente, sobrecarregando-a... Isso também é tensão. Eis os dois aspectos da tensão humana.

Grato por sua colaboração,

Edson Carmo

LUmeNA disse...

Este artigo é daqueles que requer muita reflexão, e vou fazer uma analogia, se me permites, Edson Carmo.

O que se passa com a mente, cérebro, quando não está totalmente livre, o homem se apega às coisas e uma vez se apegando, ele próprio comete erros de julgamento ou perde horas ou dias inteiros em indecisões, em tudo que faça.

Agora a analogia: um médico que examina um doente no seu consultório, assim que ele acaba de examinar o doente, e este sai do consultório, o médico não mais pensa nele, e manda entrar o próximo.
Isto para concluir que não devemos manter um problema no nosso "consultório" mental.
Manter a mente em total liberdade é uma virtude, seguido de detrminação.

Excelente artigo, como todos os outros.

Um Grande Abraço,
LUmeNA

blasblog disse...

coincido con Lumena, los problemas insurgen cuando se pierde el equilibrio entre cuerpo y mente;
Nietzche definia el principal organo sexual: la MENTE.
y las confirmas se encuentran mirando a la gente en cualquier bar.
muy interesante este post. lo encuentro muy alineado a mi manera de pensar y bloggear.
veamos de continuar con el tema en post siguientes.
un abrazo
Blas

Dark angel disse...

Dito assim até parece fácil, é a magia das palavras que o Edson professa! :) Este tema reflecte de facto a modernidade, com a falta de tempo que ela arrasta em si para o que há de mais importante; as coisas importantes passam pela reflexão profunda de si próprio e do mundo.
Retribuí-lhe o selo dardos, como forma de agradecer toda a sabedoria e paz que transmite. Obrigada, Edson.

MQ disse...

oi...
descobri o seu blog, através de outros blogs e realmente acho-o merecedor do selo dardo, vem ao meu blog buscá-lo por favor.
Continua o bom trabalho.

Eduardo Aleixo disse...

Vim agradecer as palavras simples com que deu esclarecimento a propósito da questão das almas gémeas no blogue de Lumena.
Sobre este seu texto... concordo inteiramente com ele e é bem veraddeiro. Acho que a civilização se ( nos )afastou desse equilíbrio, em que cada órgão desempenha a sua função, de modo complementar e harmónico. Desse equilíbrio e sintonização entre os chacras.Desse conhecimento do modo como a energia flui e pode ser melhorada na sua distribuição.É importante o esclarecimento que dá sobre a supervalorização da mente que assim, soberana, nos torna subservientes e perfeitamente desequilibrados. Obrigado, mais uma vez. Boa Páscoa
Eduardo

Edson Carmo disse...

Querida Amiga LUmeNA,

A mente não conhece o aqui agora, ela só conhece o passado e as projeções do futuro. A mente não tem como sobreviver no presente, porque ela precisa do espaço /tempo. Como a mente, com toda sua história, toda sua memória, todas as suas idéias, expectativas de futuro, pode acomodar-se na fina linha do presente?

A mente é a estória na qual acreditamos, mas a consciência é a única verdade, é o único meio de percebermos o que está nos acontecendo no aqui / agora.

Um Grande Abraço do Amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

A blasblog,

Excelente abordagem, obrigado amigo.

Um grande abraço,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Dark angel,

Agradeço seu carinho e incentivo... Obrigado pelo prêmio...

Um grande abraço do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

A MQ disse...

Que bom que você está aqui, que bom que nos encontramos... Vou buscar o selo – obrigado!

Continuarei o bom trabalho... Receba um abraço do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querido amigo Eduardo Aleixo,

Também quero agradecê-lo sua visita, seu comentário... Você percebeu exatamente o que eu disse. Excelente!

Boa Páscoa é o desejo do amigo,

Edson Carmo

Eder Barbosa de Melo disse...

Olá! Gostei dos temas abordados no Blog. Tenho meditado nessa questão do ativismo, em como ela tem sido um desafio no crescimento e edificação do Reino, e como podemos lidar com isso. Na realidade não só os grandes centros urbanos que tem pessoas assim. Parece que a globalização deixou o mundo pequeno demais, não sabemos lidar com a enxurrada de informações que recebemos, nem todos conseguem se adequar as exigências do mercado e a quantidade de pessoas estressadas aumenta todos os dias. Não havia meditado no fator tensão-confusão, mas é bem coerente, afinal não conseguimos lidar com tantas mudanças, desencadeando uma grande confusão mental. Estamos correndo tanto e não sabemos onde queremos chegar.

Abraço.

Eder Barbosa de Melo disse...

Olá! Gostei dos temas abordados no Blog. Tenho meditado nessa questão do ativismo, em como ela tem sido um desafio no crescimento e edificação do Reino, e como podemos lidar com isso. Na realidade não só os grandes centros urbanos que tem pessoas assim. Parece que a globalização deixou o mundo pequeno demais, não sabemos lidar com a enxurrada de informações que recebemos, nem todos conseguem se adequar as exigências do mercado e a quantidade de pessoas estressadas aumenta todos os dias. Não havia meditado no fator tensão-confusão, mas é bem coerente, afinal não conseguimos lidar com tantas mudanças, desencadeando uma grande confusão mental. Estamos correndo tanto e não sabemos onde queremos chegar.

Abraço.

Edson Carmo disse...

Querido amigo Eder Barbosa de Melo,

Você percebeu o que muitos ainda não perceberam, agora podes olhar para o fenômeno com mais ampla consciência – ficarás mais saudável...

Obrigado pelo belíssimo comentário.

Abraço,

Edson Carmo