quarta-feira, 16 de novembro de 2011

NÃO SE FAZ AQUILO QUE SE CONDENA!

Vivemos um tempo de falsa moralidade, falso caráter... Um parceiro diz ao outro: “se você me trair, eu traio você também!” As pessoas parecem ser contra a traição, mas essa não é a verdade. Observe! Se o ato do traidor é condenável; se é algo asqueroso, nojento... Então, por que o traído deveria fazer a mesma coisa – já que ele tanto condena? Se observarmos profundamente, há algo falso nessa fidelidade, porque ela deixa de ser quando surge a oportunidade. Assim, os amantes que fazem tal ameaça, na verdade eles tem um desejo oculto de trair, e o farão quando surgir a oportunidade. Permitam-me dizer algo tão nojento quanto à traição! Quando uma pessoa realmente condena uma coisa; quando a rejeita... Então ela dirá: “se você quiser fazer, faça sozinha! Se você quiser comer bosta, coma sozinha!” Duvido que alguém que realmente tem nojo de bosta vá comê-la só porque seu parceiro comeu. Ora, se as pessoas fossem contra a violência, certamente não usariam da mesma violência para punir seus agressores. Fogo não se apaga com fogo! Esse é o sentido de dizer: “violência gera violência”

   

4 comentários:

Silvio ramos disse...

Maravilha de mensagem!
Essa e a mensagem que todas as pessoas que se julgam consciente deveriam ouvir, e entender!
Boaaa!

Silvio ramos

Gheni disse...

Meu amigo tem dito muitas verdades em seus posts, confesso que admiro as pessoas que tem a sua coragem. O mundo que nos redeia não aceita bem as verdades. Uma boa noite meu amigo e um forte abraço.

Edson Carmo disse...

Meu querido amigo de labuta, Silvio Ramos!!!

Essa mensagem só trará o resultado, aqueles que deixa-la penetrar no campo da compreensão.

Grato pela participação.

Abraço forte do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Gheni,

Fiquei sensibilizado com suas palavras, pelo que agradeço de coração.

Muito grato mesmo pelo incentivo, pelo encorajamento...

Beijos do amigo,

Edson Carmo