terça-feira, 15 de dezembro de 2009

DEBATE ENTRE UM LEÃO E UM PEIXE, TEMA: A PARTE E O TODO


...Você quer explicar movimento com o não-movimento. Quer explicar o fluxo com o estático... O homem precisa de partido, de time – ele precisa dividir. Então, um grupo de fanáticos criou um deus, e o outro grupo rival criou um não-deus. Agora brigam porque um fez e o outro não-fez. O homem não tem competência para falar deste assunto, o homem é uma PARTE minúscula no universo, e a parte nunca poderá comportar o todo. Que pena vê que o homem está assoberbado com o conhecimento. Cuidado, o conhecimento sempre é morto, é estático – a vida é um fluxo. É infrutífero ficar vendo pessoas que só falam de condicionamentos escolares, religiosos e não-religiosos... Isso é a mesma coisa que perder a oportunidade de ser criativo e inteligente. Gostaria muito de ver pessoas falando com sabedoria, centramento, equilíbrio e silêncio. Sim, porque disputa de conhecimento é barulho, falta de silêncio sábio. É triste ver e ouvir humanóides que só falam condicionados por livros, escrituras mortas, e julgamentos superficiais.

LEÃO

... Bom se você não percebeu o que você escreveu é um comentário, então qual é sua conclusão??

"a vida é um fluxo"

Mas quem decide para onde ela tem que ir, é o individuo.
Um rio é um fluxo que discorre para uma direção predeterminada o homem não,ele escolhe a direção.

"Cuidado, o conhecimento sempre é morto, é estático – a vida é um fluxo."

Se observarmos o estático perceberemos que ele é o meio para o direcionamento do fluxo da vida.

"centramento, equilíbrio e silêncio."

São coisas relativas e em muitos casos percebida pela ótica da subjetividade.

"vocês fala com todas as características de que foi condicionado por livros, escrituras mortas,"

Dependendo da escritura mortal, posto que a Bíblia é uma escritura feito por mortais mas inspirada por Deus – e seu único condicionamento é leva o homem a Deus e o amor.

...

Esta é a grande diferença, todos falaram do que experimentaram se por meios metafísicos ou cientifico não sei, mas todos estão falando do que experimentaram todos tiveram uma fonte inclusive você.
Por isso um debate feito por meio de argumentos parcialmente relativo.

PEIXE

-----------------------------------------------------------


"Bom se você não percebeu o que você escreveu é um comentário, então qual é sua conclusão??"

Minha conclusão é simples; é que nem toda escritura é um comentário.

"Mas quem decide para onde ela tem que ir, é o individuo."

O indivíduo não decide quase nada, mas ele pensa que decide tudo. Quem decide quase tudo é o todo – observe melhor.

"Se observarmos o estático perceberemos que ele é o meio para o direcionarmento do fluxo da vida."

Não tem nenhum sentido esta afirmação. Isso não é resposta, é apenas reação.

"São coisas relativas e em muitos casos percebida pela ótica da subjetividade."

Palavras por palavras. Jogo de palavras. Reação. Enchimento de lingüiça.

"Dependendo da escritura mortal, posto que a Bíblia é uma escritura feito por mortais mas inspirada por Deus – e seu único condicionamento é leva o homem a Deus e o amor."

O que Deus tem a ver com o que estou falando. O que Deus tem a ver com as empresas-religiosas ou os grupos de extermínio-religioso, que agem (roubam e matam) em nome Dele? Cada religião faz uma interpretação particular das escrituras, não ela mesma.

"Esta é a grande diferença, todos falaram do que experimentaram se por meios metafísicos ou cientifico não sei, mas todos estão falando do que experimentaram todos tiveram uma fonte inclusive você.
Por isso um debate feito por meio de argumentos parcialmente relativo."

Você sabe que não é assim, como você está falando. Tenho certeza de que você não experimentou a metade das coisas que você diz.

Minha conclusão é que nem toda escritura é um comentário. Para mim há uma variedade de classificações. O indivíduo não decide quase nada, mas ele pensa que decide tudo. Quem decide quase tudo é o todo! Embora o rio tenha uma direção determinada: o mar, ele não escolhe sua direção porque o homem tem feito isso por ele. E quando falo de silêncio refiro-me a verdade, o resto é barulho.

Quero ver inteligência! A falta de inteligência traz a repetição, a imitação aos outros. Uma pessoa não-inteligente escolhe memorizar e repetir, porque é mais fácil que o aprender. O aprendizado é árduo, exige inteligência. Quem aprendeu, sabe; quem sabe tornou-se uma fonte; uma fonte não precisa do velho, ela é sempre nova. Por favor, fale alguma coisa nova. Crie alguma coisa!

LEÃO

"Minha conclusão é simples; é que nem toda escritura é um comentário."

Eu não lhe perguntei se toda escritura é um comentário, eu perguntei se a sua era um comentário que na realidade é - sendo assim uma piada também.

"O indivíduo não decide quase nada, mas ele pensa que decide tudo. Quem decide quase tudo é o todo – observe melhor."

E o ruim disto é que o todo decide, mas quem paga é o individuo.

"Não tem nenhum sentido esta afirmação. Isso não é resposta, é apenas reação."

Continuo afirmando o que eu disse: Se observarmos o estático perceberemos que ele é o meio para o direcionamento do fluxo da vida.

Só vou considera minha resposta como sem sentido quando me provarem o contrario mas enquanto ela for desconsiderada simplesmente por não ter agradado, fica a minha afirmação.

"Palavras por palavras. Jogo de palavras. Reação. Enchimento de lingüiça."

Posso considera a mesma coisa com relação ao seu argumento.

"O que Deus tem a ver com o que estou falando. O que Deus tem a ver com as empresas-religiosas ou os grupos de extermínio-religioso, que agem (roubam e matam) em nome Dele? Cada religião faz uma interpretação particular das escrituras, não ela mesma."

Concordo com você mas lembre-se que com esta resposta o mesmo se aplica a você.

"Você sabe que não é assim, como você está falando. Tenho certeza de que você não experimentou a metade das coisas que você diz."

Nem todas as coisas eu realmente experimentei, por esta vivenciando algumas delas.

"Uma pessoa não-inteligente escolhe memorizar e repetir, porque é mais fácil que o aprender. O aprendizado é árduo, exige inteligência."

concordo com você que pena que é um privilegio para poucos.

"Quem aprendeu, sabe; quem sabe tornou-se uma fonte; uma fonte não precisa do velho, ela é sempre nova."

Einstein com a teoria do Cosmológico teve que aprender ao contrario quando outros cientistas a lhe mostraram a relatividade.

"Por favor, fale alguma coisa nova. Crie alguma coisa!"

Desculpe-me decepciona-lo, mas o tico e o teço só vai ate aqui.

PEIXE

-------------------------------------------------

É, infelizmente terei, desta vez, que falar de forma mais soletrada. Vamos lá.

"Eu não lhe perguntei se toda escritura é um comentário, eu perguntei se a sua era um comentário que na realidade é - sendo assim uma piada também."

Existem várias classificações para textos, por exemplo: existem textos históricos, existem textos normativos, existem textos receitas, existem manuais... e etc. Tente novamente, quero ver se o seu engessamento permite com que você classifique o meu texto!

"E o ruim disto é que o todo decide, mas quem paga é o individuo."

O todo decide quase tudo, o resto é a sua projeção...

"Continuo afirmando o que eu disse: Se observarmos o estático perceberemos que ele é o meio para o direcionamento do fluxo da vida.

Só vou considera minha resposta como sem sentido quando me provarem o contrario mas enquanto ela for desconsiderada simplesmente por não ter agradado, fica a minha afirmação."

O estático é algo morto, inanimado. A morte que estou falando não é meio de vida. A boca de um defunto não pode direcionar ninguém (...). Os olhos de um morto não podem enxergar o caminho (...). As pernas de um boneco não podem levá-lo por si só a lugar algum (...). Será que você entende esta básica?


"Posso considera a mesma coisa com relação ao seu argumento."

Fique a vontade! Não pretendo convencer ninguém de nada – nem mesmo de me responder. Minha intenção não é de manipular, não gosto de marionetes... Não gostaria de ter crentes, seguidores fanáticos em relação ao que digo.

"Concordo com você mas lembre-se que com esta resposta o mesmo se aplica a você."

Pelo menos essa você entendeu. Ainda bem que sua avaliação não ficará com a nota zero.

"Nem todas as coisas eu realmente experimentei, por esta vivenciando algumas delas."

Estou percebendo que você está acordando.

"Concordo com você que pena que é um privilegio para poucos."

É você está acordando, mas, por favor, não fique concordando para não acontecer de você dormir novamente.

"Einstein com a teoria do Cosmológico teve que aprender ao contrario quando outros cientistas a lhe mostraram a relatividade."

Foi Einstein quem lhe contou isso? Foram os outros cientistas, ou você estava lá? O que você pode afirmar e provar sobre esta sua abordagem?

"Desculpe-me decepcioná-lo, mas o tico e o teço só vai ate aqui."

Você não me decepcionou com suas reações, como poderia com a sua fuga?

LEÃO

"'Existem várias classificações para textos, por exemplo: existem textos históricos, existem textos normativos, existem textos receitas, existem manuais... e etc. Tente novamente, quero ver se o seu engessamento permite com que você classifique o meu texto!"

Um texto presunçoso, desrespeitoso "Quando tenho vontade de ler piadas olho os comentários de vocês" . e arrogante com uma pretensão de ser algo lúcido e verdadeiro.

Se você não percebeu todos aqui estão argumentando e contra argumentando aquilo que entendem que é a verdade.

A verdade neste caso é um elo perdido, posto que um tem uma verdade teológica, outros uma verdade filosófica, e outros em uma verdade teológica hindu – sendo a sim a sua verdade é tão piada quanto qualquer uma aqui.

"O estático é algo morto, inanimado. A morte que estou falando não é meio de vida. A boca de um defunto não pode direcionar ninguém (...). Os olhos de um morto não podem enxergar o caminho (...). As pernas de um boneco não podem levá-lo por si só a lugar algum (...). Será que você entende esta básica?"

Posso lhe dizer que este exemplo é simplesmente patético.

Em suas palavras "o conhecimento sempre é morto, é estático"

Por meio do conhecimento do cosmológico veio o conhecimento da relatividade(...).
Por meio do conhecimento do inconsciente de Sigmund Fróide veio o conhecimento do consciente coletivo de Carl Gustav Jung (....).
Por meio do conhecimento dos ensinamentos de Cristo o homem esta mudando o fluxo de sua vida.

"Fique a vontade! Não pretendo convencer ninguém de nada – nem mesmo de me responder. Minha intenção não é de manipular, não gosto de marionetes... Não gostaria de ter crentes, seguidores fanáticos em relação ao que digo."

Percebe-se isto que você esta falando em seu próprio testemunho presunçoso e exaltado:

"Quando tenho vontade de ler piadas olho os comentários de vocês."

"Que pena que vocês estão assoberbados com o conhecimento."

"É engraçado ficar vendo pessoas que sé falam de condicionamentos escolares, religiosos e não-religiosos... saibam que vocês estão perdendo a oportunidade de serem criativos e inteligentes."

" vocês são um barulho de circo, falta-lhe o silêncio dos sábios"

"Vejam, vocês fala com todas as características de que foi condicionado por livros, escrituras mortas, e julgamentos superficiais."

Resumindo você no mínimo deve ter uma iluminação especial posto que ate mesmo o sai baba, Krishnamurti, Dalai Lama, Osha precisaram e precisa lê muitos livros e escrituras, por isso percebemos citações de Nietzsche entre outros grandes filósofos como também de lamas em seus escritos - Como posso competir com você se o seu conhecimento é sobre natural não precisa de livros nem de escritura mortas para obter conhecimento.

PEIXE

-----------------------------------------------

Em pouco tempo é fácil perceber que você é do tipo que não tem fala própria, mas fala e tem como verdade suprema aquilo que os filósofos e cientistas disseram. Essa é uma questão do ego! Por exemplo, você ouve falar que o notável Sócrates disse: "Conhece a ti mesmo", então você acha intelectual e passa a falar. Você não sabe do que está falando! É óbvio! A sua mente é de professor, e a mente de um professor é condicionada, viciada em transmitir a experiência dos outros. Gostaria de ver você falar com a mente de um mestre, com a mente de quem experimentou e sabe...

Voltando ao nosso exemplo, como você pode confiar tanto nos outros? Como você pode conhecer a si mesmo? Quem será o conhecedor e quem será o conhecido? Porque o conhecimento depende de uma divisão – esta é uma das técnicas cientifica para o conhecimento.

Ora, posso conhecer você, você pode me conhecer, porque eu me torno um objeto de análise quando você é o analista, o conhecedor. Mas como você pode conhecer a si mesmo? E si você tentar conhecer, aquilo que você conhecerá não será você mesmo. O conhecedor sempre recuará; o conhecimento sempre será categorizado como objeto e você será categorizado como sujeito.

Você pode conhecer o corpo – porque você não é o corpo; porque podemos conhecê-lo. Você pode conhecer a mente – porque você não é a mente; porque a mente se torna o objeto e você é o conhecedor, o observador.

Observe, perceba, você recua, continua recuando, você é uma transcendência sutil. Tudo o que você sabe, imediatamente o transcende. No momento em que ficou conhecido, você se separa dele. Se você disser: "Conheci a mim mesmo", o que você quer dizer? Quem conheceu quem? Você é o conhecido ou o conhecedor? Se você for o conhecedor, você ainda permanecerá desconhecido (...).

Não confio em filosofia, falo daquilo que experimentei, não sou papagaio ou mesmo cópia de nenhum filosofo; observo a filosofia e os filósofos, assim como todas as outras coisas. Agora mesmo posso perceber que não falamos a mesma língua, não temos a mesma linguagem, não cogitamos na mesma forte – o que não possibilita um diálogo proveitoso, para dar entendimento. Sou um buscador, e não um gladiador. Assim, peço permissão para por um fim neste "diálogo" vão, nesta colisão. Na primeira abordagem, fiz um apelo a sensibilidade para obter qualidade – o que continuo a pedir.

LEÃO

"Assim, peço permissão para por um fim neste "diálogo"

Bom de minha parte como o seu argumento se resumiu em uma simples falácia eu dou por encerrado também.

Eu gostaria de encerra com assim como você com um comentário.

O seu conhecimento e um conhecimento empírico e como todo conhecimento empírico ele é subjetivo e falar deste conhecimento passa a ser algo complicado posto que o mesmo tona-se uma verdade relativa.

E quanto à mente, qualquer pessoa que teve um encontrou com sigo mesmo, sabe que não se deve viver na mente, mas fora dela, e que vivendo fora dela, a existência passa a ser percebida pelo os olhos do observado que a agora utilizará a mente quando for necessário.

Para o inteligente o conhecimento é para memorizar, mas para o sábio ele é para se questionar.

Dou por encerrado minha participação.

PEIXE

----------------------------------------------

Cheguei quando você estava interpretando o cômico, agora vejo que você sabe sobre ilusionismo e drama. Porém, o que pouco você sabe fazer é interpretar texto. Ora, não desisti do diálogo proveitoso, é ele tudo o que quero aqui, mas ele ainda não começou.

Meu caro, a verdade liberta, mas a verdade é algo a ser experimentado, ela não pode ser colocada em letras ou palavras. A verdade é una, a linguagem é dual. Letras, palavras em combinação fazem uma língua, mas a verdade não é uma língua de letras e palavras; ela é experiência. A verdade é única: o único, o uno não pode ser colocado em qualquer linguagem, porque a linguagem depende de dualidade. Se você disser: "Estava olhando para o céu no começo da noite", onde estará o fim do dia? Ora, se o dia se mistura com a noite e a noite se mistura com o dia, o que a linguagem pode fazer quanto a isso? A linguagem depende de dualidade: o fim da noite significa o começo do dia. Mas uma pessoa que está olhando para o céu vê ambos, dia e noite, noite e dia, juntos, se dissolvendo um no outro. A verdade é a dualidade junta, uma unicidade (...).

É muito estranho o seu ponto de vista a respeito do conhecimento! Será que você não está olhando para as coisas através de um óculos? Um óculos é sempre uma barreira entre os olhos e a realidade! Se você não está doente da vista, tire o óculos, veja, você está colocando a vida depois do conhecimento – a carroça na frente dos bois. Tire o óculos! Porque o homem só conheceu de verdade aquilo que viveu. Sigmund Fróide, Carl Gustav Jung, Krishnamurti, Dalai Lama, Osho, Lau Tzu, Basho, Gautama Sidarta, Nietzsche e tantos outros, falaram do que viveram, mas você apenas fala da vida deles, da experiência deles. O que é que há com você? Você não tem vida própria? Diga-me algo das suas experiências!

Ah PEIXE, eu pagaria para ver qual seria a sua nota, se você fosse submetido a uma avaliação, uma medição do seu saber sobre as palavras que você cita – será que você sabe mais do que dizem os dicionários? Ah, como eu gostaria de ver você respondendo sobre cosmologia – sobre pelo menos as leis principais que regem o mundo físico. Gostaria de ver você falar sobre a lei da relatividade – onde ela foi descoberta, como foi descoberta, e desenvolvida. Gostaria de ver você defendendo suas teses sobre estes assuntos – mas com práticos da física! Pensando bem, até uma resumida monografia já me deixaria satisfeito.

Meu caro, você está se enganando, mas não pode me enganar. Você fala influenciado pelo sussurro da informação, mas eu sei que o conhecimento só é autentico quando alcançado existencialmente. Por exemplo, você pode coletar muita informação sobre amor sem jamais ter amado. As bibliotecas estão cheias de livros sobre o tema amor – mas "sobre" amor não é amor, "sobre" verdade não é verdade... Você pode ver, conhecer teorias sobre o amor, pode concluir sobre a natureza do amor, mas, se não amar, qual a vida deste conhecimento? Qual a garantia deste conhecimento? O que você ganha com ele? O que você encontrará por meio dele? Mas você pode se iludir, qualquer um pode se iludir!

O fluxo da vida é um movimento contínuo, não cabe em nenhuma fotografia. A fotografia é estática a vida está em movimento. Porque os livros precisam constantemente de revisão? Ora, porque a vida está continuamente em ação – em uma constante mudança. Você pode pisar na mesma água de um rio duas vezes? É certo que não, mas você formula conhecimento sobre ela, como se ela estivesse parada ali. Ora, o conhecimento é morto a água do rio é viva; o que o conhecimento dirá sobre ela quando ela se dissolver na vastidão do oceano?

Você estuda tudo sobre amor, mas amar significa se deparar com imprevisíveis dificuldades, porque interagir com uma pessoa viva é penetrar no desconhecido. Ninguém sabe o que acontecerá no próximo momento.

Seu senso de humor é mesmo surpreendente, cheio de altos e baixos; hora é terror, hora é drama, mas você terminou com piada, boa piada, a qual passo a repetir: "você no mínimo deve ter uma iluminação especial posto que ate mesmo o sai baba, Krishnamurti, Dalai Lama, Osha precisaram e precisa lê muitos livros e escrituras, por isso percebemos citações de Nietzsche entre outros grandes filósofos como também de lamas em seus escritos - Como posso competir com você se o seu conhecimento é sobre natural não precisa de livros nem de escritura mortas para obter conhecimento." Maarraavviillhhaa, você é ótimo! Kkkkkkkkkkk...

Para finalizar, gostaria de lançar três perguntas – duas delas são inocentes. A primeira é: Porque a carapuça lhe caiu sob medida? A Segunda é: Você se acha mais capaz, mais preparado que os outros participantes desta comunidade? Se não, por que você se levantou como defensor publico, como Chapolim Colorado?

Não sei porque você apareceu com esse martelo de plástico, que só serve para fazer zoada. Não ouvi ninguém dizendo: "E agora, quem poderá me defender?"

LEÃO

"Cheguei quando você estava interpretando o cômico, agora vejo que você sabe sobre ilusionismo e drama. Porém,"

Cômico é você tentar fazer com que as pessoas tenham uma percepção de vida, baseado em seus conhecimentos empíricos, isto sim é uma ilusão – conhecimento que todo mundo tem, algo totalmente subjetivo, isto sim é muito cômico.

"Meu caro, a verdade liberta, mas a verdade é algo a ser experimentado, ela não pode ser colocada em letras ou palavras."

Desculpa-me (rsrsrsrsrsrsrsrsrs) a risada. então tudo que você escreveu até agora eu posso considera como lixo!!???

"A verdade é una, a linguagem é dual. Letras, palavras em combinação fazem uma língua, mas a verdade não é uma língua de letras e palavras; ela é experiência."

Graças a deus que os juizes de direitos não compartilha deste entendimento e nem os réus dependi desta "verdade".

"A linguagem depende de dualidade: o fim da noite significa o começo do dia."

Quanto o seu comentário do dia e noite é realmente engraçado

A verdade não tem nada de dualidade inventa outra. Eu posso dizer anoiteceu como posso dizer amanheceu, posto que ambos tem um fim, e quanto a mistura é simples poesia.

"Será que você não está olhando para as coisas através de um óculos? Um óculos é sempre uma barreira entre os olhos e a realidade!"

Compara uma dificuldade de percepção com os óculos!!!!! Se fosse ao menos com uma catarata que dificulta a visão, Mas tudo bem.

"Sigmund Fróide, Carl Gustav Jung, Krishnamurti, Dalai Lama, Osho, Lau Tzu, Basho, Gautama Sidarta, Nietzsche e tantos outros, falaram do que viveram, mas você apenas fala da vida deles, da experiência deles."

É meu caro, e eu é que sou cômico. Vá lê sabre ávida de muitos destes homens e você verá que muitos fizeram faculdade outros filosofaram espirado por lê livros e mais livros de outros pensadores.

"é que há com você? Você não tem vida própria? Diga-me algo das suas experiências!"

Quando você começa a valar as suas, eu começarei a vala as minhas, ou tudo isso que você escreveu foi de maneira sobre natural jogado em sua mente??????.

"Ah, como eu gostaria de ver você respondendo sobre cosmologia – sobre pelo menos as leis principais que regem o mundo físico."

Bom o que eu sei é suficiente para a verdade que eu defendo, por isso é que eu combato ponto a ponto e você fica só na falácia e jogos de palavras.

"Gostaria de ver você defendendo suas teses sobre estes assuntos – mas com práticos da física! Pensando bem, até uma resumida monografia já me deixaria satisfeito."

Seria impossível não sou físico e de momento respeitaria todos os pontos a bordado por ele não seria imbecil para discutir física com físico mas isto não que dizer que eu não buscasse em outras fontes informações, aja visto que no campo da física meu caro se você lesse um porquinho saberia a confusão que é.

"Você fala influenciado pelo sussurro da informação, mas eu sei que o conhecimento só é autentico quando alcançado existencialmente."

Meu caro você é muito presunçoso nem cristo tentou nos fazer engoli este tipo de conhecimento.
Você no mínimo vai me dizer mas Jesus só pregou a quilo que ele viveu e eu lhe digo Jesus ensinou sobre pecado e o seu mal nunca pecou.

"O fluxo da vida é um movimento contínuo, Porque os livros precisam constantemente de revisão?"

Não faz sensacionalismo!! sim os livros perenizam de revisão mas não é em tudo 2+2 continua sendo 4 e mata ainda é pecado cobiça as coisas aléia ainda é pecado (......) concluindo a vida não é no todo um fluxo posto que a mesma tem que fica presa a coisa estática como não mata 2+2= 4 entre outras

"A primeira é: Porque a carapuça lhe caiu sob medida?"

tudo bem você é esquecido, vamos lá então.

Você não desse: "Quando tenho vontade de ler piadas olho os comentários de vocês"

Vocês no plural no meu português horrível que dizer todos do debati eu faço parte do debate.
Em sua frase você não deixou opção para colocarmos a carapuça você a colocou em todo mundo
Meu caro um sábio não subestima ninguém só um burro.

"Segunda é: Você se acha mais capaz, mais preparado que os outros participantes desta comunidade? Se não, por que você se levantou como defensor publico, como Chapolim Colorado?"

Se você não percebeu não estou defendendo ninguém estou me defendendo de uma acusação. você me acusou de ser um piadista e eu só estou mostrando quem é o comediante aqui.


Conclusão:

Você falar de conhecimento existencial. Meu a tua mente é tão em gessada que o teu conhecimento quando tentado passa para outros, passa ser tão estático quanto qualquer outro que eu tenha lido.

A vida é um fluxo preso a coisas passadas posto que o conhecimento estático continua em peregrinado na própria vida e a ávida para fluir depende do estático ou seja deve fluir por meio das verdades estáticas como a lei de Deus imutável e alei dos homens condigo civil.

Não é querendo encher a tua bola não, mas você é um excelente poeta.

PEIXE

--------------------------------------------------

Estou impressionado com você, com este seu comportamento de andróide! De fato você é engraçado e outras ciosas mais, Mas, a maior parte do seu todo-apresentado, é um profundo vazio. Estou perdendo um valioso tempo, tentando ouvir de você algo novo, mas você só sabe falar das coisas que estou cansado, saturado de saber. Só uma pessoa de ego gordo, vaidosa – e todas as coisas mais que você projetou em mim –, poderia dizer às coisas que você disse. Só uma pessoa inconsciente, poderia pensar que não estudo, que não passei pela escola, que não tenho acesso a internet, que não sei o caminho de uma biblioteca, que não tenho livros, que não sei o caminho de uma livraria. Só uma pessoa não-desperta poderia pensar que não leio que, não examino os conhecimentos não empíricos – sejam eles científicos, filosóficos, religiosos... Meu caro, este não é o ponto! Pare de falar das ciosas que estou cansado de saber.

Olha, já está acessível para todo o mundo o Bhagavad Gita, o Alcorão, a Bíblia, o Tao Te Ching, os filósofos antigos: Platão, Aristóteles, Pitágoras – grande Pitágoras, talvez o mais conhecedor de todos, por ter viajado o mundo de sua época –; os medievais: Agostinho, Thomas de Aquino; os modernos, Kant, Descartes; os Contemporâneos: Marx, Nietzsche, Engels, Freud, os cientistas, físicos como Galileu Galilei, Isaac Newton, Albert Einstein... Leio tudo que está no meu alcance, e a contribuição destes gênios está ao alcance de todos. Quanto a você, não vi conteúdo ativo, apenas passivo. Peço permissão novamente para sair desta arena, já disse que não sou gladiador. E saiba! Tudo que falei de você até agora, foi apenas elogio; mas não me force a empregar tempo para falar dos não-elogios – eu não o farei –, tempo é precioso! Meu caro, se não houvesse tantos bitolados como você, com certeza toda forma de ciência estaria mais rica. Se houvesse mais pessoas para criar e menas para imitar – assim como você –, a ciência estaria mais adiantada. Quero ouvir coisas novas, também quero saber onde está você, vamos estou esperando, se esprema talvez saia algo.

LEÃO

"Tudo que falei de você até agora, foi apenas elogio; mas não me force a empregar tempo para falar dos não-elogios"

Meu caro LEÃO tudo que você quiser explana ao meu respeito saiba que eu lerei, agora lembre-se se for algo contestável eu irei replicar.

"Meu caro, se não houvesse tantos bitolados como você, com certeza toda forma de ciência estaria mais rica. Se houvesse mais pessoas para criar e menas para imitar – assim como você –, a ciência estaria mais adiantada. Quero ouvir coisas novas, também quero saber onde está você, vamos estou esperando, se esprema talvez saia algo".

Eu prejudico a ciência (rsrsrsrsrsrsrs) desculpa as risadas, mas não me agüentei a sua piada é muito engraçada.

Cada ser tem um mundo dentro de si e fora de cada ser tem outro mundo com uma realidade criada a partir da subjetividade de cada ser – é um mundo psíquico com verdades relativas - não que o mundo real não exista, e uma verdade real não exista – claro que existi, Deus os crio mundo real e verdade real.
Eu prefiro o mundo real e a verdade real e o único que nos pode leva a este mundo real e a verdade real é o seu criador Deus na pessoa de Jesus.

Sinto que falei algo do tipo sai babando foi de improviso.

Valeu a conversa menino levado.

PEIXE

-----------------------------------------------

Que parágrafo em?! Não sei como você pode exercer o ofício de orientador espiritual, se o seu conhecimento limita-se a psicologia de Freud, que não vai além dos limiares da mente. Olhe pra você, você é a própria psicologia de Pavlov, e ambas as psicologias – a de Freud e a de Pavlov – estão fechadas em si mesmas e, não estão dispostas a aceitar nenhuma realidade além da mente. E se é assim, como você pode tratar de coisas espirituais e existenciais? Meu caro, existem coisas que não podem ser articuladas. As indicações podem ser dadas, mas as indicações não são articulações. Podemos apontar uma cidade com um dedo, mas o dedo não é a cidade. A placa nunca é a cidade, mas é da placa que você gosta; são as letras o objeto de sua apreciação. Ora, quando você vê uma placa indicando uma cidade, pode acreditar que a cidade existe antes da placa. A placa é colocada num tempo posterior ao tempo de existência da cidade que ela indica. Geograficamente, você vai por um caminho, e a placa está antes da cidade que ela indica; mas no tempo, a cidade existe antes da placa. Se a placa for colocada antes da cidade existir, qual a cidade que ela indicará? Antes dos livros o conhecimento já existia, se não fosse assim o que se colocaria nos livros? Os escritos são a tentativa de explicar o que existe muito antes deles.

Os exemplos que você deu em suas abordagens, não são confiáveis. Veja o exemplo do juiz! Eu fico pensando quantos inocentes foram para a cadeia por determinação deles e quantos criminosos não foram e estão soltos. Para você a moeda só tem um aspecto, uma face, mas eu lhe afirmo que ela tem pelo menos duas. Coloque uma bacia com água na temperatura ambiente, depois aqueça uma das suas mãos e resfrie a outra, em seguida mergulhe as duas mãos ao mesmo tempo na bacia e você verá que a água não parecerá que está em temperatura ambiente. A água parecerá fria a uma das mãos e quente a outra. Ora a água está na temperatura ambiente, ela não pode ser fria e quente ao mesmo tempo – está é a verdade –, mas as mãos estão falando de acordo com a variação. As coisas vivas podem variar e muito, elas sempre variam de alguma forma. Nada no mundo dos homens é definitivo e total, como você pode se agarrar ao conhecimento morto? Meu caro, quebre a fôrma, a vida é uma forma viva e dinâmica.

Por fim, quero dizer-lhe que é lamentável você despreza o empirismo, como se as muitas formas de ciência não tivessem nascido dele; como se as ciências não o usasse como matéria prima para seus produtos "acabados". Se não houver uma doença, uma experiência, uma descoberta laboratorial, como um cientista poderia desenvolver e colocar no mercado uma vacina? Se antes não houver um fenômeno, como um cientista pode buscar uma explicação e fazer uma afirmação? Foi por causa do empirismo que o homem buscou respostas – mas isso não quer dizer que todas as resposta obtidas são confiáveis, e se são, então você é mesmo um chimpanzé ou talvez um gorila "evoluído" – porque é isso o que o darwinismo e o lamarckismo dizem. Dá para acreditar que o macaco retrocedeu tanto? Você fala em replicar, e pensa que replica com a ultima lógica. Você confia na lógica como se ela não fosse a maior de todas as prostitutas. Replique o quanto quiser o conteúdo ficara para quem quiser analisar. Fale, eu quero que você fale porque enquanto mais você fala, mais claro ficará o seu vazio.

LEÃO

"Que parágrafo em?! Não sei como você pode exercer o ofício de orientador espiritual, se o seu conhecimento limita-se à psicologia de Freud, que não vai além dos limiares da mente."

A sua falta de percepção é que esta lhe embaraçando – se eu tivesse um conhecimento limitado como você afirma no limite da psicologia de Freud, eu não seria um orientador espiritual isto é um fato, para ser um orientador espiritual é exigido um conhecimento que vá alem da razão e da lógica e das causas existências.

"E se é assim, como você pode tratar de coisas espirituais e existenciais?"

Sabendo dividir uma coisa da outra algo que você parece não conseguir fazer.
Quando você começa a fala de coisas espirituais não se preocupe que se estiver ao meu alcance eu argumentarei com você sobre espiritualidade.

Meu cara até agora você não se dirigiu a mim com argumentos de cunho espiritual e sim psicológico será que você não esta é confundindo uma coisa com a outra!!!!????

"Antes dos livros o conhecimento já existia, se não fosse assim o que se colocaria nos livros? Os escritos são a tentativa de explicar o que existe muito antes deles."

O que eu acho mais lindo é essa suas comparações "óculos como algo que atrapalha a visão" e "placas e dedos que indica a uma cidade que é estático, com um livro que indica ao conhecimento" que é algo fluente (rsrsrsrsrs) desculpa as risadas.

"Os exemplos que você deu em suas abordagens, não são confiáveis."

E o que você falou que foi confiável até agora???

"Os exemplos que você deu em suas abordagens, não são confiáveis."

E o que você falou que foi confiável até agora???

"A água parecerá fria a uma das mãos e quente a outra."

Para se chegar a uma verdade é simples usasse o método cientifico um aparelho de temperatura e proto. Minha criança para de tentar complica as coisas.

"Nada no mundo dos homens é definitivo e total, como você pode se agarrar ao conhecimento morto? Meu caro, quebre a fôrma, a vida é uma forma viva e dinâmica."

E quem disse a você que eu me agarro com o conhecimento morto – o conhecimento morto para um burro ele nada é, mas para um sábio é um material reciclável não esquecendo a produção independente destes recicláveis.

"Por fim, quero dizer-lhe que é lamentável você despreza o empirismo, como se as muitas formas de ciência não tivessem nascido dele;"

meu caro o empirismo tem o seu reconhecimento cientifico dentro de argumentação filosófica sim, só que no seu caso você é muito contraditório – quando você passa por cima da lógica e da causa que tem a mesma importância ou talvez ate mais que o próprio empirismo.
E a gora me vem fazer um apelo de cunho cientifico na tentativa de justifica toda esta diarréia mental, me faça um favor pare de choraminga.

Você meu caro é pior do que um camaleão em matéria de mudança, muda de assunto de mais - não sei se é para me testa ou é falta de argumento.

PEIXE

-------------------------------------------------------


Você é como a luz de uma vela – é muito limitado –, só vai até certo ponto. Nós ainda nem começamos o debate e você já está reclamando da variação de assuntos, porque diante deles você só sabe execrar. Até a sua técnica de debate é pobre, você só consegue falar em cima do falar dos outros. Veja, você faz sempre assim: cola o que eu digo e depois faz um miserável comentário, o que não passa de um chute. Mas, eu não espero outra coisa de você! Quero apenas deixar claro que você apenas late, mas não morde; quero mostrar que você é vazio e não tem conteúdo. Você não é nada parecido com a escuridão. Se você fosse como a escuridão, teríamos um diálogo de verdade. Mas você é apenas uma fraca luz de vela de aniversário – muito resumido e limitado. Tire uma lição da escuridão, ela é vasta, dela não conhecemos o fim.

A luz da vela vem e vai, mas escuridão permanece. Por isso, os essênios chamavam Deus de escuro, porque a luz que eles conheciam vinha e ai, enquanto a escuridão sempre permanecia. A luz dos homens é apenas um episódio, ela acontece. Você pode fazer com que ela aconteça, mas não pode fazer o mesmo com a escuridão; ela está além de você. Você pode acender uma luz, pode apagá-la, mas você não pode acender o escuro, não pode apagá-lo. A luz que você cria é manipulável. Se estiver escuro, você pode trazer a luz, mas não poderá trazer a escuridão. Você não pode manipular a escuridão, ela simplesmente está além da sua vontade. Você acende uma luz, mas sabe que tal luz é momentânea. Quando o combustível terminar, a luz certamente desaparecerá – mas a escuridão estará presente como sempre esteve desde que a vimos pela primeira vez, ela é estabilidade. A escuridão existe como se não houvesse causa – ela não tem causa. Mas você é um pacote de luz de velas de aniversário, estou acendendo e apagando você, porque você é manipulável. Estou brincando com você, soprando em você, porque você tem um ego vaidoso – você não pode se dar por vencido. Você é um efeito..., apenas uma reação. Quero que você fale algo por si mesmo. Ficarei aguardando.

LEÃO

Meu caro falácia mansa, eu tinha preparado as resposta deste seu argumento, mas eu percebi que você gosta é de falácia então para te agrada eu também vou entra na sua.

Você pediu para quer eu falasse algo de mim mesmo, então lavai:

Batatinha quando nasci se esparrama pelo chão, Maria não tinha o que fazer se apaixonou pelo o João.

O tico e teco quase vão à loucura para produzirem esta frase – espero que tenha agradado, eu sei que o estilo pode ser diferente apesar de ter tentado lhe imitar, mas o conteúdo é o mesmo.

PEIXE

-----------------------------------------------

Essa é mais uma parte do seu conhecimento. Então você é agricultor! Você já plantou batatas? não experimentou o que diz conhecer, então, qual a credibilidade do seu falar? Que tipo de credito eu posso dar as suas palavras? Se você fala do que não conhece, qual o valor do seu conhecimento? O seu conhecimento não pode ter nenhum significado, porque a experiência foi ignorada. Você com esse assim chamado conhecimento, não passa de um cego que coloca centenas de luzes a sua frente, afim de enxergar. Mas assim, você não vai enxergar, não se engane, bilhares de luzes não fariam um cego enxergar. Com esse seu tipo de conhecimento, você permanecerá sem enxergar, apesar de todas as luzes. O seu conhecimento é artificial – é como uma flor de plástico. A distancia, a flor de plástico parece verdadeira, mas quando vista de perto, é fácil perceber que é de plástico. E é isso que estou fazendo, mostrando que o seu conhecimento de longe parece verdadeiro, mas quando analisado de perto mostra-se artificial. O seu conhecimento é antigo, ele tem centenas de anos. Ele não morre, não pode morrer. E no plano dos homens, o que não morre é porque não está vivo.

O seu conhecimento é arbitrário, uma pessoa lhe faz uma pergunta é você pensa: "fulano de tal disse isso e aquilo a este respeito...". Então, você reage dizendo: "sim..." ou "não...". Isso é uma conjectura arbitrária; você conheceu? Você gosta da lógica, você é um fanático dela, você crer plenamente nela. Meu caro, a lógica é uma prostituta, não tem aliança de fidelidade com ninguém. Você pode argumentar e o mesmo argumento será usado contra você. A lógica não responde coisa nenhuma, e o mesmo argumento pode ser contra ou a favor. Mas você gosta de conhecimento, de erudição, porque você é vaidoso e sabe que a maioria das pessoas se enganarão – acharão que você sabe. Você quer impressionar falando sobre as técnicas-náuticas-corporais, Mas "sobre" não é o nadar. A erudição não é o nadar. Ai de você, se o navio em que você viaja naufragar. Procure saber, o saber é sempre original, mas a erudição é sempre emprestada – ela não é sua. Os outros podem ter sabido, podem não ter sabido; você não sabe, mas acredita. Procure a confiança, a confiança é totalmente diferente. Você saboreou algo aí nasce a confiança. A confiança nem é crença, nem descrença. Há pessoas que dizem: "Acredito em Deus" e há pessoas que dizem: "Não acredito em Deus". Acreditar não é a mesma coisa que experimentar, mas a confiança é de quem experimentou (...). A crença é uma pobre substituta da confiança que vem por meio do saber – aliás, ela nem é uma substituta.

Você não acredita no mar – você sabe que ele existe, você confia que a água dele é salgada, você já experimentou. Você não acredita que está lendo isso, você sabe que está aí lendo. A ignorância pode se tornar crença ou descrença, mas ela continuará sendo ignorância. Saber, experimentar é mais necessário do que conhecer. O conhecimento já está terminado – você pode concluí-lo. O saber é um processo – você não pode dizer que ele está terminado. A existência é eterna, como você pode concluir sobre ela? Mas o conhecimento conclui, porque morreu! A erudição lhe dar produtos mortos, mas a experiência de vida lhe dar processos. Você não pode possuir coisa nenhuma na vida, não pode nem possuir a si mesmo. Tente entender três palavras: uma é o CONHECIDO, aquilo que já sabemos; uma outra é o DESCONHECIDO, aquilo que ainda não sabemos. A ciência divide a existência nestas duas palavras: o conhecido e o desconhecido. O conhecido nós conhecemos, o desconhecido nós conheceremos; é uma questão de tempo. Mas ainda existe uma terceira palavra, o INCOGNOSCÍVEL. O homem não pode exaurir o incognoscível. Reveja os seus conceitos sobre o conhecimento – principalmente o seu conhecimento –, que nada mais são que peça de museu, ele um dia já foi novidade, mas isso foi no passado distante. Olhe pra você, ouça, você não sabe falar as coisas do presente, porque quem fala através da sua boca são os defuntos, aqueles que um dia souberam e disseram. Então, você decorou e agora fala ao seu favor. Liberte-se desta geometria euclidiana, porque o final será exatamente o ponto em que você começou. Como sempre, esperando você falar,


LEÃO

6 comentários:

Lumenamena disse...

Interessante debate!

Aqui é o lugar de reflexão em todos os níveis. Neste lugar de paz, aprendemos a verdadeira cura emocional, aprende-se a aplicar o conhecimento que se ganha com a experiência, ajuda a aumentar a estabilidade e maturidade, aprende-se o verdadeiro conhecimento que vem do coração, aprende-se a limpar o corpo de toxinas que impedem de sermos saudáveis. Ajuda esvaziar ideias velhas e modos de pensar, ajuda a tirar ideias espirituais velhas que obstruem o verdadeiro caminho.
Ajuda a criar mudanças e conhecer a verdade.
Nos mantêm muito equilibrados.

Abraços,
Lumena

Edson Carmo disse...

Amiga Lumena,

O debate tem pontos muito interessantes. Que pena que há também momentos turbulentos. Façamos dele como se faz com a manga, joguemos a casca e o caroço fora para nos deliciarmos com a polpa.

Seu comentário, como sempre, é belo e motivador.

Obrigado por sua colaboração!

Beijos,

Edson Carmo

Eduardo Medeiros disse...

Amigo Edson, esse leão e esse peixe são muito bons rssssss

a frase do "peixinho"

"A erudição lhe dar produtos mortos, mas a experiência de vida lhe dar processos."

sabe que é bem verdadeira. Ou não? rss

Você por acaso quis dizer nas entrelinhas que discussões como esta são inúteis já que ela nem mesmo terminou?

abraços

Verdadeira Diva - Carol disse...

Oie... Td bem? Passando pra dizer que estou de volta. E que tem selinho de Natal pra vc no meu blog. Espero sua visita. Beijos e tenha um ótimo fds.

Edson Carmo disse...

Amigo Eduardo Medeiros,
O Leão e o Peixe eram bem jovens quando tiveram essa conversa – hoje são bem mais experimentados...

"A erudição lhe dar produtos mortos, mas a experiência de vida lhe dar processos." Essa é uma das falas do Leão, que se incomodava com o conhecimento emprestado do peixe

Toda a conversa é verdadeira – aconteceu de verdade.

Essa é uma das tantas mensagens contidas nas entrelinhas. O fato da filosofia não colocar um fim.

abraços

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Linda Carol,

Que bom que você está por aqui! Obrigado pelo selinho de Natal – vou dá uma passada lá!!!

Beijos e tenha um ótimo fds.

Edson Carmo