quarta-feira, 27 de julho de 2011

PRESENÇA


Estado de presença é aceitação e não concepção

O estado de presença é o estado de aceitação daquilo que é. No estado de presença não há dualidade, porque a dualidade trás consigo a idéia de como as coisas deveriam ser. A dualidade não permite a aceitação, ela cria a rejeição e conseqüentemente a divisão.

Diante de uma flor, em estado de presença, não se pode dizer que ela é bela porque está no ponto Omega do seu desabrochar, nem que é feia por estar completamente murcha. Ora, o belo e o feio são conceitos sobre a flor, e não a flor.

No estado de presença, diante de uma flor, você não contempla conceitos, nem nomes. Portanto lembre-se: Nomes pertencem ao idioma, não a flor. A flor não é um nome, nem um conceito – ela é o que é, como é!

Estado de presença só existe quando você está presente

O presente, na forma do tempo, é sempre presente. Mas se você não estiver presente no momento presente, o tempo e você existirão apenas como uma história, uma memória, um passado, ou mesmo uma fantasia, quem sabe! Um sonho de futuro.

Muitas pessoas ao ouvirem isso dirão: “preciso ir para o presente”. Elas não entendem, não estão conscientes de que são o presente. Você entende que você é o eterno presente?! Ora, a Consciência é o presente! O Ser é o presente!O Observador é o presente! E quem é você de Verdade?

Veja o exemplo da tela de cinema:

Muitas histórias se desenrolam e passam por uma tela de cinema. Mas ela mesma não passa, permanece ali! E por que as pessoas dizem: “preciso voltar ao presente”? Ora, elas dizem tal absurdo, porque se envolveram com as histórias, com os acontecimentos, com as situações... E se elas acompanharam as histórias, se foram para o passado com as situações, com os acontecimentos, se estão presas a tudo isso que se tornou passado! É certo que precisam voltar para quem realmente são – o presente.

51 comentários:

Reflexões disse...

Na realidade “aceitação daquilo que é”, tem que ser sem o conformismo, já que estamos existencialmente em um processo.

Quanto ao passado, presente e futuro. Na realidade, somos no a agora memórias entre possibilidades, construído um futuro por meio de uma perspectiva do vim a...

Abraços.

Rener Brito

Edson Carmo disse...

Querido amigo Rener,

O processo é do corpo; o processo é mental. Corpo e mente são aspectos da mesma moeda. O corpo é a parte densa da mente e a mente é a parte sutil do corpo – um não pode existir sem o outro. Mas quem deu vida ao corpo? Quem através do corpo possibilitou os processos mentais? Não há um antecedente? Sim, há um antecedente, e este é o sopro Divino – aquilo que chamam de ser, verdade, espírito... Se o ser muda, então ele não pode ser o ser, porque ser é aquilo que é e não muda, não ilude. Se a verdade muda, então não é verdade, e sim devir. Se o espírito muda, então...? Veja que eu estou falando na forma veritativa e você na fatual. E o fato não é a verdade. Assim, quero dizer que aceitação não está relacionada ao conformismo. Porque conformismo é mental, e aceitação é algo espiritual.

Passado e futuro, isso também são coisas do corpo/mente. O espírito só conhece o eterno agora. Chame esse agora de eternidade, pois nada no passado aconteceu fora desse momento chamado agora, e nada no futuro poderá acontecer em outro campo que não seja o do agora. A vida é agora, tudo que está fora do agora é inexistencial.

Muito bom o seu comentário, pelo que estou grato!

Abraço forte do amigo,

Edson Carmo

BETHE disse...

BETHE DOMINGOS: É ISSO AI, TEMOS QUE VIVER O HOJE , EM VARIAS PASSAGENS DA BÍBLIA JESUS DIZ "EU SOU", E EM ÊXODO: 10-2 - " EU SOU O SENHOR TEU DEUS..." . É O PRESENTE Q TEMOS QUE VIVER , O HOJE . O PASSADO SERVE COMO AMADURECIMENTO, APREDIZADO. E O FUTURO SERÁ PROVIDENCIADO ...
UM ABRAÇO À TODOS, BETE.

Reflexões disse...

Na “aceitação” quem tem que aceitar? Se não alma (mente), quando esta encontrar na verdade (Bíblia) a verdade de seu verdadeiro ser (espírito).

O espírito foi por Deus soprado em um “corpo/mente”. Mas quem pode dizer sim (aceitação) e não (conformismo). Quem vai lucrar pelo sim e quem vai paga o preço pelo não? Se não o espírito.

O espírito realmente só conhece o eterno, se de alegria ou de choro, só o resultado da alma em seu mundo biológico, psicológico, sociológico e espiritual decidira.

Abraços.

Rener Brito

Edson Carmo disse...

Ah, Bethe!

Como é bom ler você aqui! Muito bom o seu comentário.

Volte outras vezes...

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querido amigo Rener,

Deve estar havendo um terrível engano. Alma não é mente. A mente é um fenômeno social, um processo criado, instalado pelas sociedades e suas culturas. Assim, ela – a mente – pode ser hindu, budista, católica,..., pode ser comunista, capitalista,... Já a alma é um fenômeno formado por Deus. Veja as sete divisões do corpo e você entenderá do que estou falando

Antropologicamente falando, a mente é um fenômeno relativamente novo em relação até mesmo o que chamamos de corpo. Isso mesmo, até mesmo o corpo é anterior a mente, porque ele foi formado primeiro.

Então a coisa se desenrolou assim: primeiro Deus criou o corpo, depois soprou nele a vida, só então o corpo passou a ser alma vivente. E a mente? Ah, essa só veio depois.

Agora gostaria de agradecer sua participação,

Abraço forte do amigo,

Edson Carmo

Ivânia disse...

A aceitação vem do SER e é aquilo que não muda para nenhum formar seja ela física , intelectual ou religiosa,e se você tem a convicção que nasceu do ESPÍRITO nada te fará retroceder nem te fará buscar mente ou alma para dá ou não razão ao passado ou ao futuro pois em toda nossa existência nada valerá o passado veja um simples ex:( Se vivermos 10 anos no espírito e 10 minutos aceitando a mente que é apenas a (alma) o que vai valer para DEUS se nesse intervalo de minutos seu Filho voltar.
E que tal pensar no futuro e esperar nele para se deixar ser transformado!o SER do espírito e o espírito é no agora .
Reflitam sobre isso!..

Pr.Renner Brito

Venha participar da ESCOLA DE SINGNIFICADOS e verás a maravilha que é viver numa consciência uníssona.

Edson Carmo disse...

Ivânia, fico muito grato pelo apoio que você tem dado a essa Obra de Deus.

Grato pela sua participação,

Edson Carmo

Anônimo disse...

É Pastor Edson , é importante também lembrarmos que “ A PRESENÇA DO ESPIRITO “ , como um dos membros da Trindade, o Espírito Santo é totalmente divina. Ele participou ativamente com o Pai e o Filho na Criação, e a partir de então tem estado intimamente envolvido na concretização do plano da salvação.
Quando desejamos conhecer melhor a Deus através da Bíblia, e pedimos entendimento, o Espírito Santo nos guia aos textos que devemos estudar, ajuda-nos a obter compreensão clara através de nosso estudo e das impressões divinas quanto ao significado dos textos, e nos ajuda por em prática em nossa vida o que lemos. Ele então nos dá força para viver as verdades que aprendemos, mas só teremos “o espírito santo de Deus" se tivemos intimidade com ele, e é sempre a todo momento. Beijos e abraços a todos, eu sempre estou aqui...

BETE DOMINGOS disse...

comentário anterior : BETHE DOMINGOS.

angela maria disse...

estado de presença é sempre tudo aquilo que você não aceita ser.porque?você não aceita se humilhar diante de uma situação constrange-douta nem muito menos aceitar as coisas como elas são da forma que tem que ser.É difícil nem! compreender tudo isso. claro!só podemos compreender quando nos encontramos no estado de presença.

Reflexões disse...

Se existir algum engano é em algum texto fora dos manuscritos sagrado, já que o apresentado é corpo, alma e espírito. Por isso a unicidade que fiz entre alma e mente.

Na realidade quando o homem se tornou alma vivente, ou seja, um ser pensante, o Criador lhe pediu que desse nome aos animais... E impôs-lhe uma condição como no caso da arvore.

Mostrando assim que acima de qualquer coisa o homem sempre tem o poder da escolha para ser o que escolhe ser.

Ex. A escolha entre o que Deus havia lhe proposto e que satanás estava lhe propondo.

Eu gosto muito de uma definição que diz: “a mente é uma procissão de pensamento” nada como somente a atividade da alma.

Por isso estou dizendo que na “aceitação” é a alma que decide e o espírito paga a conta ou lucra.

Em resumo o estado de presença tem haver com a interpretação que a alma faz das memórias no agora.

Abraços

Rener Brito

Edson Carmo disse...

Querida amiga Bete,

O estado de presença é exatamente esse, "estar em espírito"

Grato pela participação!

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Angela,

Você tem razão, através do ego é imposível o estado de presença.

Grato! Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querido amigo Rener,

Eu te peço, pelo amor de Deus, aceita o convite da Ivânia o quanto antes. A interpretação é exatamente o oposto da presença!!!

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Reflexões disse...

Valeu pelo convite, mas já estamos em uma imensa sala de aula aqui nos blogs, onde temos a nossa disposição muitos posicionamentos que podem nos fazer refletir, a final não sabemos tudo.

Quanto ao nosso assunto em pauta, por favor, sinta-se a vontade para explana algum comentário meu se este não estiver bem claro para você, assim como o fiz em meu blog Reflexões.

Pessoas no meu blog e em particular me disseram que tem aprendido muito com nossos comentários.

Para que estas pessoas e outras não fiquem decepcionadas vamos em frente...
Minha pergunta é: na “aceitação” para o estado de presença, quem tem que aceitar? Eu digo que é a alma.

E quanto à alma, eu fiz a unicidade entre alma e mente, justamente pelo contexto teológico acima dito por mim.

Sei que a alma é o lugar do elemento consciente no homem, pelo qual ele percebe, reflete,sente, deseja o lugar do individuo (...), mas tudo isto por meio da mente.

Por isso que Deus ao fazer o homem e o tornar alma vivente, ia todas as manhãs ensinar acerca das coisas existenciais e espirituais, para que o processo da alma do homem fosse sadia em todas as instâncias. Deixando assim de ser: “hindu, budista, católica,....” como você colocou.

Por isso em meu resumo eu disse que o estado de presença tem haver com a interpretação que a alma faz das memórias no agora.

Abraços.

Rener Brito

Edson Carmo disse...

Querido amigo José Rener!!!

A dialética é simples e nossos leitores não são bobos... Então certamente eles já devem ter julgado aquilo que estamos dizendo e tirado suas próprias conclusões!

Resumindo: Estou dizendo que o estado de presença é a ausência da memória e passado que compõem a mente, e você está dizendo que o estado de presença tem haver com a interpretação que a alma faz das memórias no agora.

Ora, a interpretação só é possível quando se recorre ao passado! E as memórias, todas elas estão no passado e não no agora. Portanto, no momento em que alguém se desloca para o passado, inevitavelmente tem de sair do presente (estado de presença).

Tem sentença mais simples que essa?

Eu afirmo que: Estado de presença é estar consciente sem pensamentos; estado de presença é não rotular, é aceitar um fenômeno como ele é! Olhar para um fenômeno através da mente, do pensamento, é a mesma coisa que transformá-lo em uma fôrma. É assim que as coisas que se vê deixa de ser realidade para ser uma mera interpretação!

Interpretação é um molde, um rótulo, uma fôrma – é o que pensamos de um fenômeno, não aquilo que ele realmente é!

As coisas são como são, independentes da nossa interpretação! Assim, estou certo de que o que está posto aqui, é o suficiente para conclusão de que presença não é passado, nem conceito, nem nada que venha da mente. Pela a própria natureza das coisas não pode ser!

Concluo meu caso aqui! Grato!

Agora aceite um abraços do amigo,

Edson Carmo

Reflexões disse...

Realmente tenho percebido estes muitos leitores, que muitas vezes deles recebemos muito mais do que damos.

É justamente neste ponto: as “memórias”, que realmente ainda não deu para entender, posto que seja justamente as memórias (Bíblia) e todas as experiências que por meio desta Palavra que me levou a viver no Cristo, que forma o meu estado de presença. Como ausentar-me destas memórias?!

Deus transformou o homem em alma vivente e a primeira coisa foi lhe em plantar a memória para não pecar, e se pecar, peca consciente trazendo o juízo sobre si mesmo.

Todos os fenômenos têm que passar primeiro pela as memórias antes da meditação, para evitar a regressão e a transgressão, isto sim é o estado de presença.

Sempre são bons estes momentos.

Abraços.

Rener Brito.

Edson Carmo disse...

Meu querido Rener,

Compreensão exige esforço, um pouco mais de energia. Portanto esforce-se mais agora para entender o que a bíblia quer dizer com: "a letra mata, mas o espírito vivifica"

Novidade de espírito irmão, você sabe o que é isso?

Pelo fato de você não saber o significado esotérico dessa afirmação, você está preso nesse conceito sem sentido de vida. A vida não é memória, a vida é novidade sempre...

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Gleilson Alves disse...

Querido pastor Rener Brito Guedes,

Particularmente não sei de onde o excelentíssimo pastor tira tais conclusões... E vale ressaltar que o senhor já foi confundido com um budista em outra postagem sua, não por mim, não pelo Edson, mas por um de seus leitores.

Meu amado pastor, não adianta ficar recitando frases feitas por outros como: "memórias entre possibilidades", "construindo um futuro por meio de uma perspectiva do vim a ser"... Seja autentico, não recite frases de Augusto Cury não.

Vamos lá:

1º Memórias são produtos de pensamentos, que por sua vez são processos mentais(pecado).

2º Uma pessoa que vive num estado de presença(SER), não vive baseado numa perspectiva de futuro, ele é no aqui e no agora, no tempo chamado presente.

3º Bom os manuscritos sagrados são o que são. Pode-se inclusive perceber-se que a cada vez que se faz uma acertiva a respeito da palavra da verdade, sempre nos surpreendemos com algo que nos é dado como novidade, que mesmo antes não tínhamos deslumbrado. isso sempre acontece quando estamos no estado de presença, ou seja, no tempo presente. Isso jamais aconteceria se estivéssemos com memorias acumuladas com a perspectiva de um futuro. Se fosse assim, sempre que falássemos sobre joão 8.32, sempre seriamos repetitivos, com as mesmas colocações e os mesmos conceitos.

Conceitos são humanos, a verdade é do SER(divina).

Viva o agora, deixe as projeções de futuro de lado, olhe o que você é hoje, viva em novidade de espirito agora e estarás no céu.

Perceba o que o excelentíssimo pastor sente quando alguém lhe fala isso, olhe para dentro do senhor quando enquanto está lendo tal comentário, será que o que sempre rebate é o SER(divino), que não se ressente do mal, que não se fere, que não se ofende... ou apenas um EGO(pecado) ferido, que não aceita estar por baixo, e faz de tudo para tentar estar por cima?

Perceba que a psicologia não mostra a verdade, talvez ela seja apenas um dedo apontando uma direção que ainda assim não é a verdade...

Perceba que teologia biblica, não mostra a verdade, ela apenas da uma direção e ainda assim não pode ser chamada de verdade...

A verdade é quando o SER entra em ação e a transformação de vida acontece...

Fique na paz amado pastor.

Gleilson Alves

Regina disse...

Oi Edson, para mim estado de presença é dinâmica das atitudes, do amor que exala por onde você chega.....ou passa.Sabe? É tão triste qdo você vê um simples cãozinho marcando sua "presença" em lar com sua fidelidade, aconchego e vitalidade abanando o rabinho de alegria para os donos da casa.Aí é triste qdo vc observa um ser humano, ou chefe de família ou membro de família indiferente, que as vzs qdo sai de tão "atacado" todos sente aliviados de sua ausência.EstadoPresente é essência nata na alma humana (suponho).Como ter a sensibilidade celestial para sentir a presença do Deus Pai.Estado de presença exige carismas , espiritualidade , sensibilidade ......estar presente na totalidade corpo , alma e espírito.
Que Deus te ilumine , e faça sempre presente com estes textos lindos!!!Parabéns pelo seu dinamismo "presente" e perseverante.

Reflexões disse...

A letra realmente mata se por traz da mensagem não tiver o sopro do Espírito Santo.

O espírito vivifica sim, esta e uma verdade Bíblica que disse Jesus:
“Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

Deixe o Espírito santo lhe ensinar e te fazer lembrar que tudo novo se manifestara isso é novidade de espírito.

As memórias sempre fizeram parte do processo salvívifico de Deus, por isso dizia Ele ao povo puxando em suas memórias, quando estes esqueciam: Eu sou o Deus de Isaque, Jacó e Abraão...

Quanto a não conhecer os significados esotéricos, convindo os leitores a da uma olhada em meu blog e tira suas conclusões.

As memórias são o motivo do louvo e do processo salvívico na vida dos homens.

Abraços Edson.

Rener Brito

Edson Carmo disse...

Minha amiga Regina,

Que lindo o que acabo de ler! Tem de vir de uma vida que se desenrola no presente.

Gostei demais disso: "estar presente na totalidade corpo , alma e espírito."

Muito grato pela sua participação.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Meu querido amigo Gleilson Alves,

É simplesmente uma aula, a sua explanação - com nota e tudo! hahahahahahahahahahahahahahaha

Grato por participar! Abraço do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querido e bom amigo Rener Brito,

O desejo de vencer um debate, cega, tira a capacidade de percepção – como observou nosso amigo Gleilson Alves. Observe! Os outros comentaristas desse tópico perceberam desde o início que o estado de presença é a única realidade, é a vida e que todo resto e inexistência. Nunca aconteceu nada no passado e nunca acontecerá. Tudo acontece no presente e só depois passa a ser passado. Qualquer analfabeto funcional, ao olhar um texto simples como esse, percebe imediatamente que se está tratando aqui, não de memórias cronológicas, e sim de memórias psicológicas. O que se pode fazer com as memórias cronológicas? Só a amnésia pode apagá-las. Assim, amnésia é uma doença, mas esquecer do passado psicológico é cura.

Contudo, agradeço as oportunidades que estás criando nesse espaço de reflexão.

Um grande abraço do amigo,

Edson Carmo

Reflexões disse...

Primeiro que bom vê-lo aqui assim dessa forma tão participativo onde poucos emitem suas opiniões.
Minhas conclusões se você estivesse prestado um pouco mais de atenção são princípios Bíblicos.
Quanto a ser confundido com budista, sim realmente o Edson em dos meus textos disse: “Que bom que você voltou a escrever!!! Que pena que não foi a sabedoria do Evangelho, e sim a do Sutra Pitaka.” E uma jovem saiu em minha defesa achando pelo que o Edson disse que eu era budista.
Rsrsr. Meu querido nada tem haver com as palavras, se esta é de Augusto Cury, Buda, Cristo... Poderia por ventura Buda dizer a Cristo, seja autentico você esta usando frases que já foram feitas por mim.

As frases podem toma vários sentidos dependo do contexto e situação, fica ligado no sentido e não na frase em si, se não você e muitos irão ficar sem escola de significados ou escola bíblica.

O estado de presença é o aqui/agora estar consciente de certo e errado, Cristo é certo e pecado é errado é minha memória que me diz isso.

Diante do pecado o Espírito Santo te fará lembrar-se das Palavras do Mestre, isso é memória.

A ceia é memorial ao mesmo tempo uma perspectiva de futuro, para esta no aqui/agora como Deus por meio de seu grande amor em Cristo nos que, salvos.

A alma e a memória estão na criação e neste caso não ter memória é esta fadado ao pecado.

Termino minha participação com esta memória aqui/agora para não pecar.

Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes. 2 Timóteo 2:14.

Abraços Gleilson.

Rener Brito

Edson Carmo disse...

Gleilson, meu caro!! Eu conheço meu amigo Rener, ele gosta de discordar, é uma forma que ele tem de criar a polêmica e também trazer para si o aprendizado. Veja os comentários dele no tópico Comunhão com Deus!! Como? No blog reflexões, segue o link:

http://renerbrito.blogspot.com/2010/03/comunhao-com-deus-como.html

Parece contradição, mas não é! É a forma dele dizer: "ME ENSINEM"

O importante é que o debate tá ficando bom!!!!

E vamos em frente!!!

Edson Carmo

Reflexões disse...

Em meu ultimo texto você por não compreender de imediato a proposta do meu texto me acusou de não escrever com a sabedoria do Evangelho dizendo:

“Que bom que você voltou a escrever!!! Que pena que não foi a sabedoria do Evangelho, e sim a do Sutra Pitaka.”

Por sua vez tratei de exemplificar para você alcançasse a proposta do meu texto e que de imediato você logo compreendeu, quando disse:

“Ufa!!!! Muito boa a sua explicação, é que você não tinha inicialmente escrevido com a mesma clareza. Agora está bem melhor!”

Neste meio tempo não me lembro de algum momento ter comparado a sua dificuldade de compreensão com um analfabeto funciona ou outra coisa qualquer, apesar do meu texto ser mais simples e menor que o seu.

Minha intervenção como disse você não é por mim, mas por esta seu blog esta lincado a muitos blogs da comunidade INDO, em que há adversidade pesos.

Agora sim você esta dizendo de que tipo de memórias esta falando, memórias esta que eu conheço por já ter lido trechos de um livro do mestre zen Osho, se você quiser posso postar o texto aqui?.

Ah. No texto ele fala de sentimentos que nos mantém preso em dolorosas memórias como, por exemplo, o fim de namoro, casamento... Daí o nome memórias psicológica.

Abraços.

Rener Brito

Reflexões disse...

Se discordar é a forma de aprender vamos então fazer uma analise.

Contasse nos dedos a minha participação aqui e menos ainda para discordar, agora observando seus comentários em meu blog da para tira uma conclusão de quem realmente quer aprender com quem.

Não sei os demais, mas eu estou percebendo e entendo muita coisa.
Abraços.

Edson Carmo disse...

Querido amigo Rener,

O seu referido texto diz com todas as letras que o mestre que deseja produzir uma xerocópia dele em você, é FALSO MESTRE.

Eis o texto na integra:

“O mestre que lhe ensina agir em vez de ser um ser que forma idéias (pensar), a falar em vez de ensinar a ser centrado e um observador (meditar), não quer que você seja livre para ser, seu desejo é produzir uma xerocópia dele em você.”

José Rener

Vou esquadrinhar seu texto aqui para que os leitores desse espaço tenham ciência do que você está colocando.

Vamos às observações:

“O mestre que lhe ensina agir em vez de ser um ser que forma idéias (pensar)”

Jesus disse que sem Ele nada poderíamos fazer de correto. Jesus em todo tempo ensinou a agir e disse que as ações deveriam ser orientadas por fé. Ele também mandou que negássemos a nós mesmos... Isso em si é ação! Também, tanto profeta quanto apóstolo disseram: “os pensamentos do homem não são os de Deus”. O Evangelho diz que a mente do homem (pensamentos humanos) tem de ser trocada pela de Jesus, que a sabedoria do homem é loucura para Deus... Na bíblia o pensamento do homem é condenado, precisa ser tocado pelo do Mestre Jesus. O Mestre Jesus na bíblia é o modelo que tem que ser seguido, imitado; Seus pensamentos são os que valem a Salvação... Portanto sua afirmação caracteriza Jesus um FALSO MESTRE. Porque é exatamente esse o chamado de Jesus, que as pessoas não vivam os seus pensamentos, mas os dEle. Que as pessoas sejam imitadores dEle.

“a falar em vez de ensinar a ser centrado e um observador (meditar)”

Ninguém mandou falar mais que Jesus e os Apóstolos!!! Eles disseram: “PREGAI” Já a base do ensinamento do Sutra Pitaka é silêncio e meditação. Estranho, né?! Portanto, seu texto faz de Jesus um falso mestre, porque Jesus manda pregar(falar) aquilo que ele pensa, não o que o homem pensa.

Você vê que não é questão de analfabetismo funcional, mas sabedoria para fazer você colocar as palavras nos seus devidos lugares. E eu consegui – mesmo forçando alguém para te ajudar.

Coloque o texto que você quiser, todos estão aguardando o desfecho deste debate.

Grato

Abraços e seja sempre bem vindo!

Edson Carmo

Reflexões disse...

Quanto a este texto creio ter sido bastante claro em minha explicação, já que você disse ter entendido, e se você entendeu creio que os que daqui para frente ler poderá entender.

Quando você diz:

“Você vê que não é questão de analfabetismo funcional, mas sabedoria para fazer você colocar as palavras nos seus devidos lugares. E eu consegui – mesmo forçando alguém para te ajudar.”

Me fez lembrar o mesmo esforço em seu texto, até conduzi-lo dizer que a memória é a psicológica e não a cronológica.

Seria bom criar um texto sobre memória cronológica e sentimento, ou seja, memória psicológica.

Abraços.

Rener Brito

Edson Carmo disse...

Rener,

Então podemos passar para um próximo debate?!

Só estamos esperando por você!

Abraços,

Edson Carmo

Paulo Hernades disse...

Bom dia a todos!

Confesso que até ter lido esse texto do Edson Carmo, e suas pacientes explicações ao vingativo Rener Brito (blog Reflexões), não entendia nada sobre o que queriam dizer os místicos com o aqui e agora. Gostaria de agradecer e incentivar a publicação desta natureza.

Acompanhei o debate todo, vi que o Rener Bruto está aqui apenas replicando os seus questionamentos no blog Reflexões. Sou cristão e também interpretei que o Rener Bruto estava atacando Jesus Cristo, já que é o único Mestre que nos convida a negar a nós mesmos e segui-lo, ou seja, ser uma xerocópia dele. Se o Rener Bruto tivesse uma melhor didática, uma melhor lingüística, e até cognição, teria agido de uma forma diferente. Mas tudo coopera para o bem, e a vingança do Rener Bruto ainda trouxe-nos mais explicações.

Valeu Edson Carmo! Valeu Rener Bruto!

Paulo Hernades

Edson Carmo disse...

Querido amigo e professor Paulo Hernades,

Quando o sr. está na área, fico pensando que nota você daria a minha redação. Mas o seu comentário me indica que sua passagem aqui é para ver o conteúdo da mensagem. E que bom que nesse quesito obtive uma boa nota. hahahahahahaha

Um abraço apertado do amigo,

Edson Carmo

Reflexões disse...

Caro Paulo como “cristão” que você diz ser, deveria saber que julgar é pecado posto que com a mesma medida serás julgado.

Você no mínimo não tem acompanhado os debates entre eu e o Edson a quem muito conheço. Se você acha brutal imagino se visse os que são pessoalmente.

Assim como o Edson foi ao meu blog me instiga eu vim aqui também, não há nada de inimizade ou falta de companheirismo nisso, como pode comprova um sevo de cristo do blog o tempo e a igreja "reflexões Reformadas quando disse em meu blog:

“Espero que vocês dois continuem,pois eu,e acredito que muitos outros também estarão aprendendo com estas reflexões!!!!”

Quanto ater uma melhor “didática, uma melhor lingüística, e até cognição”, gostaria de lhe informa que devido a minha escolaridade não consigo alcançar tal coisa, agora só posso contar com a sua paciência.

Como diz o caio: Nele que sonda os corações.

Abraços.

Rener Brito

Paulo Hernades disse...

Paulo Hernades disse...

É senhor Rener!

Falei com base na orientação de Jesus Cristo que diz: "conhecereis a árvore pelo fruto"

Como eu havia percebido e você confirmou, sua participação aqui se trata de uma retaliação.

Quanto a sua escolaridade, está muito claro, pois não há dificuldade nenhuma nesse texto, e sim no seu, quanto ao que ambos os autores quiseram dizer.

Sendo você um discípulo do Caio e não de Jesus, posso entender seu contexto.

Vamos seguir em paz.

Paulo Hernades

Edson Carmo disse...

Senhores,

Por gentileza e bom senso, peço moderação no debate. Já é o quinto e-mail que recebo, pedindo para que eu faça uma intervenção. Os leitores deste espaço vêm aqui para apreciar a sabedoria expressa nos textos, e não assuntos pessoais.

Espero a vossa compreensão,

Edson Carmo

Gleilson Alves disse...

Bom queridos e amados leitores e autor deste precioso blog...
Existe algo por trás das palavras, e sempre é a verdade... Deixemos de apenas falar e vamos vivenciar a verdade...

Não podemos ficar jogando pérolas aos porcos, muitas vezes temos apenas que observar e discernir em estado de presença...

Fiquem na paz,

Gleilson Alves

Mulheres INDO disse...

QUERO COMPARTILHA COM MEU AMIGOS
QUE ESTOU VIVENDO UM MOMENTO MUITO ESPECIAL COM JESUS.

VALEU MEU AMIGÃO E IRMÃO EDSON. VC ACREDITOU Q EU SERIA CAPAZ. MAIS EU FICAVA NA FRENTE DO CP E CHORAVA E PEDIA A JESUS PARA ME CAPACITA. PLANTEI E HOJE COLHO tudo que plantei PARA HONRA E GLORIA DE JESUS.

Edson Carmo disse...

Meu querido amigo Gleilson Alves,

Quero agradecer-te pelo apoio, amizade e afeto.

Que Deus te retribua...

Ah, o post em seu blog tembém está espetacular.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Raquel, minha querida amiga!

Deus faz assim.:Usa os pequenos para confundir os que se acham grades.

Minha oração é para que Deus continue te abençoando.

Grato pelo comentário,

Edson Carmo

Reflexões disse...

Meu caro creio que você não conseguiu entender, neste caso instigar não é irritar a pessoa, mas provocá-lo a falar mais sobre o assunto, é isso que o Edson fez em meu blog e eu fiz aqui.

O Edson nunca foi ao meu blog para só mente ler ele vai para enriquecer o texto, e é assim que faço, se você ainda não olhou no meu blog as pessoas agradecem e dizem aprender.

O meu texto tem como objetivo mostrar que o verdadeiro Mestre quando veio libertou as pessoas da prisão psicológica os ensinado a pensar e a meditar, ou seja, ser sábio e prudente.

Mas o Edson vendo que o contexto precisava de exemplificação me instigou, e o mesmo aconteceu comigo.

Abraços.

Rener Brito

Monique Maia disse...

Não sei em que momento estou, se presente ou já projetando um algo que por ventura venha me ocorrer... mas estou encontrando quietude e paciência...A palavra de Deus é o que estou buscando... e, aqui no seu blog encontro muitos conselhos...
Obrigada, os seus textos são muito bons e compreensíveis.

Edson Carmo disse...

Querida amiga Monique Maia,

Conforme a Palavra de Deus, não devemos nos pré-ocupar com o dia de amanhã, além de deixar com que coisas velhas passarem para que tudo se faça novo.

Grato por seu lindo e carinhoso comentário.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Anônimo disse...

Querido Edson e Rener, peço permissão para entrar no vosso debate, apenas como um conciliador de idéias, visto que ao meu ver os dois estão falando a mesma linguagem. A diferença está na identificação dos termos.
Vejamos: Como podemos identificar, detectar a distância entre passado e presente? Resposta: Para sermos mais ou menos exato só através da mecânica quântica que determina a propriedade dos movimentos em escala atômica. Ou seja, O que você Edson fala de “agora”, “estado de presença” torna-se em milésimo de segundos, passado – após experimentado, vivenciado. Passado,Presente e Futuro estão quase que ininterruptamente ativos. A velocidade em que estes três tempos acontecem é incalculável.
O que estou querendo dizer com isto? é simples: você tem razão Edson, quando diz que estado de presença é a ausência da memória e passado que compõem a mente, mas também, o Rener tem razão quando diz que o estado de presença tem haver com a interpretação que a alma faz das memórias no agora.
Porque ambos estão fazendo uma interpretação do estado presente, do agora, pois este agora sem pensamento sem rotulo que é aceitar um fenômeno como ele é, torna-se apenas uma memória em um milésimo de segundos após vivenciado. Exemplo: Para o Edson: A sua réplica só poderá ser feita no estado de presença com base no meu comentário que no seu momento será passado, portanto memória! E para o Rener: Qualquer comentário que você fizer do meu texto, terá que ir a sua memória para sacar de lá a sua intrepretação que será feita no seu agora, no seu estado de presença.
Abraços: Marcos Sobral

Edson Carmo disse...

Querido pastor Marcos Sobral,

Se há concordância nas argumentações, então não há razoes para contra argumentações.

Grato pela participação.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Anônimo disse...

Queridos amigos, uma vez diseram-me fizeram uma lavagem cerebral em ti,ao que respondi,ainda bem que foi uma lavagem e naõ uma sujeira.Lendo estes comentários ou seja este debate fico só no campo da observação, retendo o que é bom e repelindo o desnecessário,pois assim aprendo muito mais com meus amados irmãos,sintam-se amados um forte abraço.MARCOS SILVA

Anônimo disse...

Queridos amigos, uma vez diseram-me fizeram uma lavagem cerebral em ti,ao que respondi,ainda bem que foi uma lavagem e naõ uma sujeira.Lendo estes comentários ou seja este debate fico só no campo da observação, retendo o que é bom e repelindo o desnecessário,pois assim aprendo muito mais com meus amados irmãos,sintam-se amados um forte abraço.MARCOS SILVA

Anônimo disse...

Caro Edson
Mim exoplique onde se enquadra a saudade e qual a definição desse sentimento tão doloroso e tão aguçado por sonhos,eu mesmo estou a ponto de jogar tudo para o alto e ir atrás de satisfazer esse coisa agustiante que esta dentro de mim também estou nos caminhos do Senhor juntamente com minha esposa por esta mim sentindo assim não tenho mais certeza se a amo como pensava,e na verdade essa saudade vem do pessoal estou lutando muito contra esse sentimento mais sinto que estou sendo vencido por ele e sei das suas consequências na minha vida e na vida de minha esposa e meus filhos mim sinto envergonha diante desse Deus tão grande pois não quero envergonhar o nome dele diante a minha familia.

Edson Carmo disse...

É isso aí querido Marcos! Criminoso não é o que limpa, e sim o que suja.

Que mal há no ato de limpar?!

Grato pela participação. Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Amigo anônimo,

Saudade é o desejo de repetir uma experiência “boa”. Por ser considerada “boa”, ela passa a ser um referencial, uma idéia fixa de algo que deve ser repetido. Coloquei a palavra – boa – entre aspas, porque nem sempre o que é considerado bom é algo necessário! Um dependente químico anseia pela experiência que as drogas lhe traz. Isso faz dele um dependente, e isso não é mais que sua escravidão.

Tente separar-se da experiência, veja-se apenas como o experimentador. Note que a experiência e o experimentador são coisas distintas, e que a boa experiência é sempre para libertar e não escravizar.

Poderei falar coisas mais diretas, na medida em que você for mais direto.

De alguma forma, espero ter o ajudado,

Edson Carmo