sexta-feira, 26 de novembro de 2010

NÃO É O TEMPO QUEM PASSA, QUEM PASSA SÃO AS COISAS QUE EXISTEM NELE


Criamos um chronos, um relógio...; olhamos para tudo isso e pensamos que o tempo passa. Vemos o dia, depois a noite, e dizemos que o tempo está passando. O que de fato está passando? Quem está passando?

Muitas vezes não conseguimos concluir determinadas coisas, e o que dizemos: “o tempo não foi o bastante.” Antigamente o deslocamento de uma pessoa, de um pais para outro, levava dias, semanas, meses... Hoje, o que levava meses, pode ser feito em apenas algumas horas. Olhe para os jogos olímpicos, quantos recordes são quebrados a cada olimpíada! Então eu pergunto: “O que mudou? Foi o tempo?” É certo que não! O que mudou foi a capacidade, a tecnologia, o preparo...

O tempo não muda, nunca mudou e nunca mudará. O tempo não é uma coisa, o tempo é o vazio onde os entes entram e saem. Portanto não é o tempo que está passando; eu e você, nós estamos passando. O tempo não é o passageiro, nós somos os passageiros que caminham em suas estradas.

Lembre-se: Você está passando. Essa passagem pode ser feita com rapidez ou lentamente; com sucesso ou com fracasso; com muito aprendizado ou com pouco aprendizado... Você está passando e pode amar ou não; perdoar ou não; ser feliz ou não. O tempo não é responsável por nada disso, o responsável é você. Portanto não desperdice sua vida, ela está passando, aproveite-a para fazer o melhor.

Edson Carmo

12 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Edson
Passamos pelo tempo, e se não vivermos o agora, talvez não tenhamos mais tempo.
Abração

Edson Carmo disse...

Olá querido amigo Wanderley!

Não existe nada fora do agora. Tudo que está no passado, aconteceu num agora; e tudo que vier a acontecer no futuro, acontecerá também num agora. Não há um tempo real que não seja o agora, nada pode acontecer fora do campo do agora! Agora é o tempo de viver: de amar, de sorrir, de ser feliz... Você está certo – muito certo!!!

Obrigado pelo comentário.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Cantinho She disse...

Ui! Muito atrasada por aqui, td bem querido? Volto com calma para ler tudo depois, beijo, beijo!
She

Edson Carmo disse...

Querida amiga Sheila,

Tudo bem amiga escritora! Esse espaço também é seu.

Obrigado pela visita!

Um abraço grande do amigo,

Edson Carmo

Luana disse...

Olá querido amigo!!!

Mamãe disse-me algo semelhante há alguns dias.
Amei o teu post!!! (como sempre,lindo e mui inspirador).

Tenha um final de semana agradabilíssimooo.

Bj...

Cantinho She disse...

Ei querido, vi que vc está lá no meu Blog Cabra Cega... Obrigada, viu?! ;)

No final de semana venho aqui te ler como vc merece, pois eu amo os seus posts reflexivos!

Beijo, beijo!
She

Edson Carmo disse...

Olá querida amiga Luana!

Nossos pais têm sempre algo sábio a nos dizer, eles têm experiência e amor para nós.

Agradeço seu depoimento e desejo-te uma excelente semana!

Beijos do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Sheila,

Já vi quase tudo na net sobre seu livro. Você está de parabéns!

Sempre grato por seu carinho,

Edson Carmo

Lumena Oliveira disse...

Passamos pelo tempo, mas ele na realidade não existe.
Muitos o sentem como um vazio tremendamente perturbador. Quando criamos, o tempo, ou esse vazio que nos cerca, a crise, a carência, o desespero, a depressão, a infelicidade, os problemas, são carências que muitos procuram, e isso é a ausência de Deus.

Abraços,
Lumena Oliveira

Nâna Pessoa disse...

A única constância é o tempo e mesmo assim, uma constante que muda a todo momento. Ele se move sempre no mesmo passo, mas esse passo transcende eras e muda os ares. A sua constância é trazer a evolução ao homem.

Ótimo post, como sempre!

bju gde meu querido!
Nâna

Edson Carmo disse...

Grande amiga Lumena Oliveira,

O tempo é uma criação da mente. Na verdade o tempo não é esse vácuo por onde tudo passa, e sim as coisas que passam por ele. Assim, o corpo é um tempo, a matéria é o tempo, as revoluções são também tempos...

O tempo é tudo aquilo que passa – tudo aquilo que tem começo meio e fim. O que chamamos de tempo, na verdade é eternidade.

Maravilhoso o seu comentário, obrigado por faze-lo aqui!

Um grande abraço do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Nâna Pessoa,

O que chamamos de tempo é atemporal. Na verdade o que chama o atemporal de tempo é quem é temporal.

Esse fenômeno que chamamos de tempo, não pode ser tempo, porque nem tem começo e nem fim! O homem tem começo e fim; uma era tem começo e fim..., mas a atemporalidade não conhece nem começo e muito menos fim.

O eterno nunca muda! As eras são temporais; os homens são temporais; as idéias são temporais... Tudo que atravessa isso que chamamos de tempo é temporal. Então, chamemos o tempo de eternidade.

Obrigado pelo comentário carinhoso, significativo e reflexivo.

Beijos do amigo,

Edson Carmo