sábado, 16 de abril de 2011

A ORIGEM DO MACHISMO E DO DESAMOR


Você nem é a cabeça, nem o coração, por esse motivo você pode escolher seguir tanto um, como o outro. Se você seguir a cabeça, então nunca entrará no mundo do coração. Se escolher o coração, nunca conhecerá o mundo da cabeça! Portanto, lembre-se! A cabeça só pode te levar ao mundo da razão, e o coração ao mundo do sentimento e a emoção.

(...)

A cabeça e o coração são veículos. A cabeça é o veículo da razão, e o coração o veículo da emoção. E você? Quem você é?! Você é aquele que utiliza o veículo!

(...)

A mulher identificou-se mais com o sentimental, e o homem mais com o racional. Essa é a origem do machismo, da força do machismo, o fato da sociedade ter escolhido a cabeça como senhora e o coração como servo.

Mas a cabeça não pode amar; o coração não pode racionalizar – esse é o motivo de termos criado o mundo do desamor.

Edson Carmo

26 comentários:

Poeta Renato Douglas disse...

Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso “Alto-falante” e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
Um grande abraço!

Renato Douglas!

Eduardo Medeiros disse...

oi amigo, tudo bem?

é verdade. precisamos equilibrar cabeça e coração...razão sem emoção é fria, sem cor e brilho; a emoção sem razão pode ser cega e mortal.

grande abraço

Gheni disse...

Boa noite meu amigo
É verdade e um precisa do outro para que se tronem mais humanos...

angela disse...

Interessante texto, mas como mulher acho que a razão deve ser orientada, não dominada, pelo coração.
beijo

Nâna Pessoa disse...

Do desamor ou do desconhecido? Pois quando o homem descobre que pode raciocinar e amar, ele perder suas bases pois desconhecia o poder do amor, enquanto a mulher, quando descobre que pode raciocinar, se deslumbra com o poder de comandar e também se perde no meio do caminho por descobrir novas oportunidades... talvez nem tanto desamor mas falta de conhecimento, será?!

abraços querido!
inteh
Nâna

Luana disse...

Bom dia,meu amigo!!!

Coitada da"muié"da foto...Senti uma dor na "cacuuunda"só de oiááá!!!(rsrs)

A julgar pela imagem;não vejo algo racional e sim subjugação...
E não há razão na subjugação mas opressão.

:(

Claro que razão e emoção são caminhos distintos,mas ambos só funcionarão bem, juntos,(equilibradamente).E é isso que faz de nós seres melhores.INTELIGENTES E HUMANOS.


Um bom domingo pra ti,meu querido.

Edson Carmo disse...

Querido amigo Poeta Renato Douglas,

Que bom!!! Grato. Seu blog também é ótimo, estou seguindo.

Obrigado pelo o comentário. Um grande abraço do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querido amigo Eduardo Medeiros,

Tudo bem! O equilíbrio é a meta, e cada coisa deve fazer sua função... Cada coisa deve servir a quem de fato é o Senhor.

Grato pelo seu comentário. Um grande abraço do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Gheni,

Bom dia!!!

Tudo está interligado. Portanto tudo que existe precisa do seu complemento. Mas cada um deve usar a sua competência, seu dom... adequadamente.

Grato pelo comentário. Um grande abraço do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Ângela,

O coração deve ser orientado tanto quanto a cabeça. A questão é que o orientador não sabe que deve orientar, e por isso anda sempre conduzido pelo coração, ou pela cabeça.

Grato pelo comentário. Beijos do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Nâna Pessoa,

O único desconhecido é o Ser! O homem tem conhecido mais a cabeça e menos o coração, mas permanece sem conhecer o seu Ser. Você mandou bem quando fala que as referidas descobertas fazem o homem se perder. De fato o homem se perde de si mesmo, porque sempre pensa ser aquilo que descobriu.

A falta de saber de si mesmo gera o desamor simplesmente porque coloca o homem/mulher no dilema, na divisão, no conflito...

Grato pelo comentário. Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Luana,


Bom dia mesmo!!!

A subjugação é fruto da malícia que não deixa de ser racionalidade. Racionalidade aqui no nosso contexto é um calculo para se dar bem. Já a razão é baseada nas leis, e as leis nem sempre são justas. A razão é legal, mas não precisamente justiça.

Só haverá equilíbrio quando o homem souber quem ele é. Quando ele descobrir seu Ser que está para além da cabeça e do coração.

Grato pelo seu comentário. Abraços do amigo,

Edson Carmo

Nâna Pessoa disse...

Querido Edson, fico felicíssima por seu reconhecimento, no entanto não consegui pegar o selinho... =(

bju gde
Nâna

Edson Carmo disse...

Nâna,

Te enviei o selo por e-mail.

Grato!

Um abraço do amigo,

Edson Carmo

Luana disse...

(Usei subjugação no sentido de dominação.)rsrs...
A imagem é um tanto forte e choca de imediato.

Tenho uma sugestão a fazer:

Se possível dê continuidade a este tema.

Desde já agradeço.

Tudo de bom,meu amigo!!!rsrsrs...

Edson Carmo disse...

Luana,

Que bela idéia. Na próxima oportunidade falarei um pouco mais.

Grato.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Poeta Renato Douglas disse...

Olá passando para retribuir a visitinha, e agradecer pelo recado. Parabéns pelo seu trabalho. Desde já serei teu seguidor.]

Abraços!

Edson Carmo disse...

Grato Renato Douglas!

Abraços,

Edson Carmo

Eder Barbosa de Melo disse...

Olá Edson, valeu pela presteza, assim que possível te envio as perguntas pra já retornarmos em grande estilo.

Acho que nunca fui muito machista, no entanto não sou menos racional. Curto postagens objetivas, mas que dizem tudo, quem dera ter este talento. Abraço!

Regina disse...

Oi Edson, gostei do texto , sabe a minha mãe tem 89 anos, e sempre usou a comparação" a cabeça está acima do coração...para refletir....(raciocinar) para depois sentir o coração....uma dosagem de equilíbrio, cresci ouvindo e praticando ,o equlibrio entre sentir....e raciocinar, é fundamental para viver.Como sempre seus textos lindos!!!
Que Deus te abençoe!
Feliz Páscoa !!!Feliz encontro com Jesus Ressuscitado !!!

Borboleteando disse...

um não pode viver sem o outro
é preciso manter o equilibrio para que tudo flua rumo a felicidade...
bjs

Roberta disse...

Oi Edson..gostei do seu post..um precisa muito do outro..só ssim o equilíbrio de uma vida harmônica.
Bjos
Boa semana
Roberta

Edson Carmo disse...

Querido amigo Eder Barbosa de Melo,

Fico mais feliz em poder participar deste projeto tão interessante. Grato pelo convite e pelo comentário!!!

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Oi minha querida amiga Regina!!!

Antes do coração, antes da cabeça, há o Sopro de Deus – o que nos fez alma vivente. Quando esse Ser de Deus em nós, quando a Alma Divina está no controle, então há equilíbrio. Se o coração governa, então o homem é sentimental e pouco racional. Se a cabeça está no comendo, então o homem é muito racional e tem pouco sentimento. Para o homem entrar em equilíbrio, o Ser Divino que está nele, tem que assumir o controle.

Grato pelo carinho e o comentário. Uma páscoa suficientemente reflexiva para você.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga do Borboleteando,

A questão não é que um possa viver sem o outro. A questão é que um quer dominar o outro. No domínio não pode haver equilíbrio...

Grato pelo comentário!

Beijos do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Oi querida amiga Roberta!

Um é complemento do outro, cada um tem o seu talento, o seu dom. Um tem o dom de pensar, o outro de sentir, mas o dom de decidir esse é Divino. Se os dois se renderem ao dom divino, certamente há equilíbrio, harmonia...

Grato por seu comentário! Beijos do amigo,

Edson Carmo