sábado, 2 de abril de 2011

DOIS TIPOS DE MESTRE


O verdadeiro mestre sabe que as palavras que saem de sua boca são verdadeiras. Ele tem plena confiança no que diz, e por isso, fala com segurança. O discípulo também sabe, porque não encontra meios de refutá-las e destruí-las.

Quando um mestre não tem certeza daquilo que fala, quando ele não sabe se suas palavras são verdadeiras, então ele mantém seus discípulos sob ameaça de punição. E quando um mestre mantém o discípulo ao seu lado pelo medo, isso significa que ele não confia no que diz; ele não sabe o que diz!

Quando o mestre não tem certeza do que diz, quando ele não sabe se o que diz é verdade, então ele fica temeroso, ele sabe que uma vez que o discípulo investigue seu ensinamento, poderá encontrar-se com a mentira. Então ele se protege e diz, "seja um crente, para que investigar? Você não confia em mim?”

O falso mestre é muito ciumento, ele vê na relação do discípulo com ele, a iminência da traição. Isso faz com que ele fique temeroso. Temeroso porque a separação é possível - ele teme isso e quer se proteger de todas as formas para que isso não aconteça. Ele dirá, "seja crente, não busque conhecer a verdade, creia apenas no que digo, não vá a ninguém – acredite somente em mim e esqueça todo o resto”.

Quando o mestre verdadeiro está presente, não importa o que o discípulo faça com suas palavras, não importa para onde o discípulo vá, ele sabe que suas palavras sobreviverão, porque elas são verdadeiras. Então ele confia, dá liberdade, relaxa, e permanece na mais perfeita paz.

Edson Carmo

5 comentários:

NOEMI disse...

REALMENTE!!
SEJA MEU MESTRE ...

Luana disse...

Boa tarde,meu bom amigo!!!

Essa é a mais perfeita verdade.

E,referente ao post anterior:
Foi muito gentil da sua parte ecrever-me em resposta ao que lhe contei.(rsrs)
Possuem tuas palavras,o efeito curativo do bálsamo.
São sábias e belas
És uma alma mui grandiosa!!!

Tenha um ótimo final de semana.

Luana disse...

OPS:Fazendo uma correção,

...escrever-me em resposta...

rsrsrs....

Edson Carmo disse...

Querida discípula Mara Noemi,

A mente não quer encontrar o Mestre – ela quer ser a mestra. O Mestre é pura Consciência! Aquele que reconhece a voz do Mestre, está encontrando-se com a Consciência, está se tornando consciente, portanto está a aprender e também a transcender.

O Mestre não é o homem, mas fala pelo homem. Assim, meu corpo, minha voz, minha mensagem, minhas palavras, meus escritos..., são a manifestação exterior do Mestre. O corpo é a manifestação exterior do Mestre, Cristo que está no corpo é o Mestre.

Grato a Deus por seu estado de presença,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida e boa amiga Luana,

Semelhantes atraem semelhantes. Assim, tudo o que você fala sobre mim é o que você tem em si mesma. Eu sou o espelho refletindo você.

Grato pelo seu comentário, um ótimo domingo...

Abraços cheios de ternura do amigo,

Edson Carmo