segunda-feira, 11 de outubro de 2010

AÇÃO DO PENSAMENTO E AÇÃO DA CONSCIÊNCIA


Somos a mente ou observadores dela? Se não somos observadores, se agimos sem percebê-la – pensando que somos ela –, então somos um com ela. Se agimos conforme o pensamento, então nossa ação é fruto do pensamento e não do sentimento.

Alguém me ensinou: “você tem que amar o próximo.” E eu fico pensando: “eu tenho que amar meu próximo”. Então eu amo por causa desse ensinamento, pressionado por esse mandamento. Por ventura meu amor é verdadeiro ou subproduto de tal ensinamento que se transformou em pensamento? Meu amor é verdadeiro se for fruto de um pensamento? Muitas pessoas amam com esforço, com pesar, porque seu amor não passa de um pensar.

Eu proclamo que o amor – ou qualquer outra ação – seja fruto da compreensão. As pessoas têm de perceber que, sem o amor, a vida é um inferno. As pessoas têm que perceber que o desamor é o responsável por toda miséria deste mundo... As pessoas têm de ser transformadas por essa consciência. O amor fluirá naturalmente.

Edson Carmo

12 comentários:

Juci Barros disse...

De acordo.
Beijos.

Edson Carmo disse...

Querida Juci,

Grato por seu importante apoio. Obrigado por sua participação.

Um abraço do amigo,

Edson Carmo

angela disse...

O amor é o melhor remédio.
Convidei você para uma brincadeira, se estiver disposto passe no meu blog.
beijos

Luana disse...

Olá,Edson

Se tivesse que definir o que acabei de ler numa única palavra,seria esta:Perfeitooo!!!
Mas se fosse com mil...Começaria assim:Perfeito,perfeito,perfeito...,perfeito!!!

Bjss da amiga Lu,e tudo de bom pra vc...

Eduardo Medeiros disse...

Você realmente nos faz pensar..

você tem toda razão. Amar deveria ser algo natural em nós e não apenas fruto de um mandamento religioso ou social. Mas se alguns precisam do mandamento para amar, que então amem a partir do mandamento. Será um amor, digamos, de segunda categoria, mas pelo memos não será ódio.

abraços

LUmeNA disse...

O que é o amor?
Na verdade o amor não está intimamente associado a um estado profundo como a Felicidade?
Estar em pleno é sentir amor, e nunca estar em oposição com o ódio! É incorrecto!
O ódio é o extremo oposto da paixão, e nunca do amor.
Sendo o amor uma experiência que envolve a compreensão profunda, uma experiência que envolve todo o discernimento, que envolve o amor pleno, é vivido com toda a transformação na consciência, portanto, o amor está para além da dualidade. E, quando experienciado transforma e cura.
O amor purifica, e nos liberta da mente e do coração. Quem vive uma experiência plena, é impossível viver preso a uma sensação, porque o amor nuna faz sofrer, não provoca ciúmes, não exige nada de ninguém, nem se submete a alguém. Assim, todos aprendem a viver com coerência, descobre-se caminhos saudáveis.
O mal deste mundo é haver tanto antagonismo, e tendo amor pleno a mente fica centrada e pacífica.

Abraços,
Lumena

Lilazdavioleta disse...

Edson ,
talvez apenas ... do sentir .
Aí , entra só a alma ou o coração .

Um beijo

Edson Carmo disse...

Querida amiga Ângela,

Sim, o amor é a própria saúde.

Obrigado pelo convite a brincadeira. Logo, logo a farei.

Beijos do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Olá querida amiga Luana,

hahahahahahahaha vou definir com uma palavra o meu sentimento após ter lido teu comentário: gratificante!!!

Obrigado por seu carinho e apoio!

Beijos e tudo de bom do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querido amigo Eduardo Medeiros,

Eu digo muito aos amigos que você é um escritor e comentarista que faz pensar. Agora estamos no empate. hahahahahahahahahahahaha

Obrigado por tudo!

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga lumena LumeNA,

O amor é indizível... assim tudo que se fala sobre ele é infinitamente inferior aquilo que ele realmente é.

Obrigado pela participação.

Abraços do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida amiga do Lilazdavioleta,

O sentir é verdadeiro... e é de alma e coração.

Obrigado por seu comentário.

Um beijo do amigo,

Edson Carmo