terça-feira, 29 de setembro de 2009

ATÉ ONDE VALE A PENA LUTAR?


Desde a mais tenra infância todos nós somos ensinados a lutar das mais diferentes maneiras. Somos ensinados a competir, e a competição em si é uma luta. Ser o preferido da família é uma luta, ser o melhor da classe é uma luta... Todas as sociedades estão baseadas na competição – que é o nome disfarce da luta. Mas na luta há a possibilidade da derrota, e essa é a mais básica agonia do ser humano, porque ninguém quer ser derrotado.

Vivemos em lutas e na luta todos são inimigos. Olhe para as famílias: Esposa e esposo são inimigos; pais e filhos são inimigos. Olhe para o ambiente de trabalho, quanta competição, quanta luta. Na luta todos estão contra todos, foi assim que este mundo de miséria foi criado. O mundo no qual vivemos ainda não é um mundo amistoso, pacífico, amoroso - nós ainda somos animais, violentos e bárbaros.

Eu queria que todos entendessem que precisamos uns dos outros. Você não pode viver sem os outros, eu não posso viver sem os outros. E se é assim, por que estamos lutando uns com os outros? Contra quem estamos lutando? Contra nós mesmos? Cada ser humano deveria compreender que seja contra quem for que ele lute, ele estará lutando consigo mesmo.

Edson Carmo

6 comentários:

Maxwell DoMonte disse...

Acho que alguma bandeira já adotou este estilo.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u533375.shtml

Edson Carmo disse...

Maxwell

Isso é que eu chamo de má interpretação da doutrina Paulina. De que está chocado com o link, mas honrado com sua participação.

Edson Carmo

Adbul Hakim Phool ka Junoobi عبد الحكيم پھول کی جنوبی disse...

Concordo contigo. sempre confundimos a lei da natureza com a lei sa selva.
lutar faz parte da vida, e Hannah Arebdt já escrevia em um de seus livros que "a violência é um traço inerente da personalidade humana e tirar isso dele seria como emasculá-lo, rancar-lhe um braço". se eu não me engano, o nome da obra é "A Condição Humana". Desde que eu li, achei intrigante, e sempre lembro, em parte orgulhoso da força da vida, em parte envergonhado com a crueza do nosso carácter.
Não sei, não quero dar respostas que ainda nem eu encontrei. Gostaria de saber a tua opinião a respeito disso.
Bem... falando de luta, me vem à mente aquela questão de ser capaz de matar em auto-defesa... será que eu seria ou não capaz? Até hoje não sei bem, moralmente eu acho isso até certo, embora triste se for necessário, porém se eu ia ou não ter a coragem, aí é outro papo... e tu?

Edson Carmo disse...

Adbul, é bom ter você por aqui!

As lutas são necessárias no estado animal, não no estado transcendental. O estado animal é representado por dois entendimentos: O de Charles Robert Darwin(A lei do mais adaptado) e o do Príncipe Piotr Alekseievitch Kropotkin(A lei da cooperação). Quanto a matar em legitima defesa, essa é uma atitude de pessoas não iluminadas. O Cristo não matou em legitima defesa, Estevão e muitos outros também não o fizeram. O homem mata em legitima defesa quando deve alguma coisa a vida; quando não sabe que o espírito é imortal; quando tem medo ou raiva, daí vem as toxinas que produzem um veneno de loucura capaz de separá-lo do seu amor e compreensão.

Obrigado por sua participação.

Edson Carmo

Dark angel disse...

Todos fazemos parte de uma cadeia, o que fizermos vai ajudar ou prejudicar essa cadeia. Estamos todos ligados, pelo dia-a-dia, pela televisão, internet, pelo espírito... Somos animais racionais e é este mesmo raciocínio que nos faz ter atitudes individuais e em sociedade, e isto deve dar-nos uma responsabilidade enorme em proteger quem poderá sair prejudicado com acções nossas. As disputas dentro do trabalho para ter um posto melhor, os conflitos dentro das famílias porque só se pensa em si mesmo e na sua dor, todo o tipo de lutas são naturais, mas acabam por mostrar a nossa natureza que facilmente se corrompe por falta de alguns valores que devíamos ter adquiridos. Edson, gosto muito do seu blogue, e identifico-me muito com ele, porque também eu acredito em Deus, e apesar de todas as duvidas que já tive, a resposta está sempre ao alcance de quem pára para procurar o que realmente vale a pena na vida. E as palavras certas vão sempre chegar ao coração de quem as quer ouvir. Parabéns, eu vou seguindo. Sempre.

Edson Carmo disse...

Dark angel,

Concordo com você! De fato estamos interligados, e como você disse, devemos ter responsabilidade em nossas ações e reações para não prejudicar o todo. Ainda o nosso maior problema é o condicionamento da desconfiança generalizada. Somos tão treinados a desconfiar que ignoramos até quem é digno de confiança. Também muitas coisas não são dadas a nós, porque simplesmente quem está buscando é o EGO, nossa ganância e não NÓS.

Obrigado por seu belíssimo comentário, que bom saber que você gosta do meu blog; que bom que você sente Deus; e que bom que você sabe que a verdade sempre se manifesta aquele ou aquela que a busca.

Edson Carmo