sábado, 13 de fevereiro de 2010

CARNAVAL? POR QUE NÃO ALMAVAL OU ESPIRITOVAL?


A palavra carnaval é de origem incerta, tem mais de uma versão. Para uns significa carnem levare, carnelevarium, carne vale (que significa "a carne se vai"), a véspera da quarta-feira de cinzas – hora em que começa a abstinência da carne na quaresma. Para outros a palavra carnaval não é mais que festa da carne.

Para mim não interessa o verdadeiro significado da palavra, eu posso vê o que o carnaval é na prática. Você também pode ver?!

A Teologia classifica o todo humano em três partes: corpo, alma e espírito. São três corpos, cada um com suas peculiaridades, necessidades e atributos. Por exemplo: o prazer pertence ao corpo(carne), a felicidade pertence a alma e, a alegria é pertencente ao espírito. O significado do carnaval hoje é basicamente: “a carne em festival”. Festival do latim = festivus = festa. Assim podemos dizer que carnaval é mesmo carne em festa.

Carnaval pode até dar prazer à carne, mas será que proporciona de fato felicidade e alegria para a alma e o espírito? Quem é mais importante, o corpo, a alma ou o espírito?

Eu gostaria que as pessoas gostassem – da mesma forma que gostam de carnaval – de almaval = alma em festa; de espiritoval = espírito em festa.

Certamente estas outras duas festas não promoveriam tanta prostituição, com suas doenças venéreas; tanto consumo de drogas, com suas dependências químicas; tanta violência, com seus graves ferimentos e até morte...

Boa parte dos brasileiros neste momento está colocando a carne em festival. E a carne é apenas nossa herança animal. Não se valoriza tanto a alma, o espírito, daí toda calamidade, toda agonia e angustia.

Minha prece é para que Deus nos ajude a transcender o animal, nos ajude a alcançar o espiritual para que nos tornemos mais humanos.

Edson Carmo

16 comentários:

Alma Inquieta disse...

Olá Edson!

Pois eu assino em baixo.
Em Portugal o panorama não é diferente...

Um beijo e bom domingo!

Mscl disse...

E o mais interessante é que a midia pinta tudo tão lindo, tão atraente mas na verdade sabemos que nos bastidores tudo é bem diferente. Calor, desconforto, abuso de drogas, orgias... uma necessidade de preencher o vazio que não se preenche com tais coisas.
A festa passa e o vazio continua lá. A carne exulta sobre a alma que muitas vezes chora. Deus nos ajude!

Edson Carmo disse...

Olá querida Alma Inquieta,

É, não conheço esta festa da carne em Portugal, mas aqui no Brasil, quando ela termina, os índices de calamidades são bem altos.

Obrigado pela visita e pelo comentário.

Um beijo e bom domingo!

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida Mscl,

Muito tocantes, as suas palavras. Obrigado por sua contribuição, sua participação.

Quanto a toda essa depravação, como disse você: “que Deus nos ajude!”

Um abraço forte,

Edson Carmo

Juliana. disse...

Concordo muito!

Abraços Edson!

Edson Carmo disse...

Abraços Juliana,

Obrigado por sua participação.

Edson Carmo

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

Vim conhecer o seu espaço de idéias.
Sou professor em Fortaleza e escrevo textos para professores,
falando das coisas boas da nossa profissão.

Penso que poderíamos construir um outro mundo a partir de um outro pensamento coletivo, o da solidariedade.
O carnaval, representa aquela alegria individual onde tudo se pode, para gerar uma felicidade passageira e muitas vezes sem sentido.

Parabéns pelas idéias semeadas.

Que os sonhos te acompanhem sempre.

Graça disse...

Olá, meu mui querido!!!

Cheguei, meio 'atrasadiha', mas vim...rs

Vim ver o que o meu nobre amigo nos deu de presente, desta vez. E não é que gostei???

Adorei seus dois neologismos, não conhecia, e quero te dizer que há muito o carnaval para mim é sim:
-almaval
e
-espiritoval

Passei bons sete anos na minha juventude fazendo retiro espiritual, nesses quatro que foram os dias mais reconfortantes da minha vida, para enfrentar o ano que estava apenas começando!
Queria muito, Édson, que os jovens de hoje tivessem a mesma oportunidade que eu!
Queria muito mesmo ajudá-los a passar seus dias de carnaval em plena comunhão com Deus!

Mas vejo hoje que nem os jovens e nem os adultos querem 'perder' esses dias de folia por nada...

Enfim, há os que aproveitam para dar um jeitinho na vida, e há os que aproveitam para descansar. Nesses casos, é melhor que participar da 'festa da carne', carne em festival...
Eu lamento.

Parabéns pelo post, pelas ideias.
Um grande beijo!

Edson Carmo disse...

Olá querido amigo ALUISIO CAVALCANTE JR,

Você tem razão, “O carnaval, representa aquela alegria individual onde tudo se pode, para gerar uma felicidade passageira e muitas vezes sem sentido.”

Obrigado por sua nota, professor! Que bom que ela é positiva.

Receba um abraço do amigo,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Olá minha mui querida amiga Graça!!!

Eu sabia que para ter uma alma tão boa como a sua e; um espírito tão amoroso e generoso, só podia ser fruto de uma boa formação cristã. Fico feliz por você ao mesmo tempo em que lamento em vê que nem todos estão tendo a mesma oportunidade.

Obrigado por estar sempre aqui, assim...

Um grande beijo!

Edson Carmo

Anne Lieri disse...

Edson,muito legal sua ideia,mas com certeza não levantaria tanto interesse pois o pessoal quer se acabar nesses 4 dias,ninguem pensa em espiritualidade só quando precisa!Adorei seu texto!Abraços,

Edson Carmo disse...

Querida amiga Anne Lieri,

O pior é que é verdade! Deus só é lembrado na calamidade.

Obrigado por seu carinho e também pelo cometário.

Abraços,

Edson Carmo

cantinho she disse...

Oi meu querido Edson!
Adorei o banho de cultura...bem, concordo contigo, em termos, acho que até vale a brincadeira "toda" que o Carnaval proporciona, mas como sou contra a qualquer tipo de exageros, em qualquer quesito da vida, acho sim que as pessoas deveriam ter mais senso de responsabilidade nessa época do ano, enfim...
Beijooooooooooooooooooooo

Edson Carmo disse...

Sim She, exatamente!

Obrigado minha querida!

Um beijão,

Edson Carmo

busquesantidade disse...

Penso amigo,que nossa carne foi dignificada quando Jesus ressuscitou. Ressuscitou por inteiro, né mesmo? E penso que poderíamos viver sim, e deveríamos viver sim, a alegria por inteiro: corpo físico, alma e espírito. Penso que esta inteireza é bom e faz muito bem. O alegrar a carne faz parte, já que nosso corpo (carne) é templo do Espírito Santo. A sobriedade é a resposta. Nada de radicalismos ou espiritualizar demais. O equilíbrio nos faz felizes por completo. Penso eu. A dança sem exageros, sem sexualidade ou sensualidade, (isto de forma exagerada), é ótima. Abraço fraterno. Amo a todos aí. Isto não é uma crítica, é somente minha maneira de ver tudo isto. Não significa que estou certa. É algo muito pessoal. Lourdes.

Edson Carmo disse...

Querida amiga Lourdes,

O homem é um espírito que tem uma alma e ambos habitam num corpo. Há almas que se deleitam na Carne. Também há almas que se deleitam no Espírito. O deleite no Espírito é Verdadeiro, eterno... O deleite na Carne é falso, efêmero como uma bolha de sabão. Mas o homem sempre preferiu o inferior ao invés do superior – este é o motivo do mundo Narciso estar assim.

Obrigado por sua contribuição.

Abraços fraternos,

Edson Carmo