domingo, 5 de setembro de 2010

O PARADOXO DESTA VIDA


Existe algo em você que quer que você seja feliz; que quer vê-lo satisfeito. Algo que te move, mesmo quando tu não queres continuar. Isso não é um pensamento, é Algo bem mais profundo – é Graça, é Amor –, Algo que reconhece que você é alguém, mesmo quando ninguém reconhece. Algo que te dá valor, não porque tu tens ou porque fizestes algo, mas porque tu és um ser humano criado a imagem e semelhança do próprio Deus.

Olhe direitinho, dentro de ti há Alguém que te ama, independente de quem tu és. Esse Alguém que está aí, bem dentro de você, É maior do que tudo que pode acontecer. Ele É maior que os desastres, que as agonias, que as dificuldades e os sofrimentos.

Todos enfrentam problemas, mas o problema real é sempre a importância que se dá a eles. Ninguém é maior, ou melhor que ninguém. Tudo o que vemos é pintura: alturas diferentes, cores diferentes, cabelos diferentes... Tudo isso é pintura! Temos famílias diferentes, educações diferentes, condições sociais diferentes..., mas tudo isso é pintura – pintura sobre pintura! As pinturas são diferentes, nós não! Todos nós somos iguais e temos as mesmas necessidades básicas, reais – acredite!

Se todas as pinturas forem removidas de uma pessoa, o que restará lá? Certamente restará apenas o ser humano, esse que é como qualquer um outro. Mas este mundo nos faz acreditar que somos diferentes – mesmo que o Cristo nos tenha dito que somos semelhantes. Portanto olhe para seu ser, com o coração, não com a mente. Porque uma hora a mente diz que você é diferente, na tentativa de te fazer feliz. Outra hora ela diz que você é diferente, para te fazer infeliz. Uma vez ela diz que você é melhor, outra vez ela diz que você é pior. A mente tanto mente que quando ela diz: “Você é feliz”, o coração está dizendo: “Não, você não está feliz”. Todos nós temos as mesmas vontades, as mesmas necessidades; todos nós precisamos do mesmo contentamento – e isso não é nada que possa ser substituído por um pensamento da mente, é algo que tem de ser um sentimento no coração. Lembre-se: Do nosso lado de fora, tudo continua mudando, mas do lado de dentro somos todos iguais.

Edson Carmo

6 comentários:

LUmeNA disse...

Se aprendermos a parar, se aprendermos a silenciar, se fizermos contacto com a nossa essência, aprendemos a escutar a nossa voz interior, tudo isto faz diferença na nossa vida.
Os problemas que enfrentamos são em função do pensamento limitado, para podermos sentir. Então, lutamos contra a ignorância, acreditando em nós próprios que queremos conhecer a Verdade, sempre a Verdade, mas por outro lado está a mente, que nos "mente". Devemos bloquear esse efeito sobre os nossos pensamentos e olhos. Começamos a sentir que algo está a acontecer, alguma coisa nos convida a encararmos uma nova forma de Realidade.
Sigamos o exemplo das crianças, que são normalmente muito sábias. Elas próprias atingem respostas que são inacessíveis aos adultos. Porque os adultos formulam a sua própria concepção a respeito da vida que recebem de outros, como sendo a sua base de raciocínio. Pelo contrário, as crianças pensam a respeito daquilo que vêem, e tudo se torna fácil, muito fácil, pensam sobre o que sentem, seguindo sempre pelo coração.
Eu achei um caminho, o caminho para mim mesma, sempre movida pela beleza da natureza, incondicionalmente expressa no Todo, pelo que vejo e sinto. Isto para dizer que o Todo, tornou-se o meu Amor.
Estamos nós à procura da Verdade? A Verdade está na realidade muito próximo de nós, intimamente próximo, apesar de O olharmos no céu. Penso que o sentimento de encontrar a Verdade a respeito de quem realmente somos, é o mesmo que termos consciência de nós próprios, da nossa essência, do nosso encontro com o nosso sentir.

Abraços,
Lumena

Edson Carmo disse...

Querida amiga Lumena,

Um tópico que poucos podem se expressar. Por isso mesmo é maravilhoso o seu comentário!

Somos um “aparelho” de sentir, e há duas possibilidades: a primeira, podemos sentir esse mundo(calor, frio, prazer, dor...); a segunda, podemos sentir o Divino(Silêncio, Amor, Alegria, Paz...). As pessoas estão sempre ligando esse “aparelho” ao mundo, buscando sua felicidade no mundo – daí o motivo de nunca se depararem com o Verdadeiro, com o Eterno.

Muito obrigado por seu lindo comentário, sua necessária participação.

Um grande abraço do amigo,

Edson Carmo

Eduardo Medeiros disse...

Edson, tudo bem?

Gostei muito e você sintetiza tudo ao meu ver nessa frase:

"Todos enfrentam problemas, mas o problema real é sempre a importância que se dá a eles"

Verdade verdadeira...rssss

abraços

Edson Carmo disse...

Tudo bem meu querido amigo Eduardo Medeiros!

Quão grandes problemas a mente é capaz de produzir... hahahahahahahaha

Então nesse ponto somos unânimes!

Obrigado por seu aval. Um grande abraço do amigo,

Edson Carmo

Cantinho She disse...

Sensacional, Edson!

Muito bom mesmo!

Beijo, beijo! ;)

She

Edson Carmo disse...

Obrigado Sheila, minha amiga!

Beijos do amigo,

Edson Carmo