sábado, 28 de novembro de 2009

A INCAPACIDADE DE AMAR E SER AMADO É A DOENÇA E TAMBÉM A ÚNICA MORTE DO SER HUMANO


Tudo o que é doença no homem é causado pela falta de amor. Tudo o que está errado com o homem, está de alguma forma associado ao desamor. Ou o homem não tem sido capaz de amar, ou ele não tem sido capaz de receber amor. Sem plantio não tem colheita, e essa é a miséria mais básica do ser humano!

Existem as doenças físicas e doenças mentais, na origem, todas essas enfermidades são fomentadas pela falta de amor. Investigue e você verá!

O homem sem amor usa o outro, reduz o outro a uma coisa – a uma mercadoria a ser usada. Isso gera o sentimento de escravidão. E quando o homem se sente uma coisa, a sua liberdade desaparece, porque a sua liberdade somente existe quando ele sente-se uma pessoa. Quanto mais o homem sente-se uma pessoa, mais livre será; quanto mais o homem se sentir um objeto, uma coisa, menos livre será. E liberdade é a saúde!

Veja: Os móveis de seu quarto não são livres. Se você deixá-los em um quarto fechado e voltar muitos anos depois, os móveis estarão nos mesmos lugares, com a mesma disposição. Eles não se arrumarão numa nova disposição. Eles não têm liberdade. O homem objeto não é só um doente, mas também é uma espécie de morto – um miserável!

A miséria produz a fome, a fome a doença, a doença a dor e o sofrimento, o sofrimento a morte.

Assim como o alimento é necessário para o corpo, o amor é necessário para a alma. O corpo não consegue sobreviver sem alimento, e a alma não consegue sobreviver sem o amor.

Sem amor não há vida, sem amor há sobrevida – o homem fica abaixo da vida! Essa é a única doença e também a única morte.

Edson Carmo

19 comentários:

Eduardo Medeiros disse...

Amigo Edson, tudo bem?

"Tudo o que é doença no homem é causado pela falta de amor. Tudo o que está errado com o homem, está de alguma forma associado ao desamor"

Muito bem dito. E aquelas doenças da alma, que adoecem também o corpo, são resultante mesmo de um mundo interior desequilibrado, onde o amor inexiste ou é falsificado.

Sem amor nada se faz, nada se sustenta, nada se solidifica. Sem amor, se esvai a esperança, o mundo fica cinza, e o farol que guia a existência se apaga.

O amor é tudo.

abraços meu amigo.

Ah, seu comentário no meu blog foi espetacular. Muito obrigado.

R|P disse...

Com a Fome, a Guerra, a Morte e a Conquista, também o Amor esteve um dia selado na caixa que Pandora carregou. Também pela sua mão morrem os homens...

Juliana Carla disse...

Olá Edson

Excelente texto! Realmente a falta de amor nos resumi a escravidão! Ficamos a mercê da ganância, da falta de autoconfiança, da perda da verdade pessoal, da busca constante para autodestruir a natureza ou o colega de trabalho em busca de riqueza... Pensei que a maior riqueza fosse o amor.

Concordo com você: a falta deste sentimento é uma doença!

Grande abraço

mais amor, por favor. disse...

eu adorei o texto.
tens toda razão.
"Realmente a falta de amor nos resumi a escravidão!"
beijo

Edson Carmo disse...

Amigo Eduardo, tudo está como deve estar!

São lindas as suas palavras. Obrigado por enriquecer este espaço.

Se eu fiz um comentário espetacular em seu blog, então seu blog também é espetacular!

Abraço fraternal,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Olá R|P,

A conquista só é verdadeira quando é espontânea, natural. Quando é não-natural é apenas um bem assaltado.

O amor nunca esteve na caixa de pandora, não o amor. O que acontece é que o amor tem sido uma palavra prostituída, tem sido substituta de vários fenômenos, entre eles o ciúme e a atração sexual. O maior exemplo disso é que o verdadeiro amor não é capaz de matar.

Obrigado pela sua colaboração,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Olá Juliana Carla,

Obrigado por estas tão lindas palavras. Elas são contribuições importantes!

Grande abraço

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Mais amor, por favor,

O nome do seu blog é o apelo que todos deveriam atender.

Obrigado por sua colaboração,

Um beijo do coração,

Edson Carmo

swami , alok surdar disse...

olá edson, gostaria de te parabenizar,pelo blog ,confesso que não havia visto ainda alguem que compreendesse tão bem as palavras de jesus cristo e o que suas parabolas querem realmente dizer,namasthê......

Eduardo Medeiros disse...

Edson, me perdoe o engano, mas confundi os Edsons. Quem fez um comentário espetacular no meu blog foi outro Edson, não que se fosse você a fazê-lo, seria menos espetacular, ok

abraços

Edson Carmo disse...

Olá swami , alok surdar,

É uma honra receber os parabéns de alguém que recebeu sannyas.

Obrigado,

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querido Eduardo,

Teci comentário em seu blog, na ocasião em que lhe ofereci um selo. O que não sei é se foi espetacular. Sendo ou não sendo foi sincero, pode apostar.

Está perdoado!

Um grande abraço,

Edson Carmo

Rener Brito disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rener Brito disse...

E por falar em amor e miséria.
Entre as grandes misérias dos homens, a pior delas é a miséria do amor próprio, a ponto de vermos pessoas se anularem para terem um pouquinho de amor de alguém - sem entender que tudo que terão em lugar de amor é um sentimento de piedade, que é a "pena dos males alheios".

A única maneira de ser amado por alguém, é si amando...

Jou Jou Balangandã disse...

Oi Ed, seu post me lembro do livro que estou lendo. Só o amor é real, do Brian Weiss, conhece?

Bjos e ótima semana!

Edson Carmo disse...

Meu querido amigo Rener Brito,

Só o nada pode se dissolver no Divino. O “eu” sempre está separado dEle. O nada não tem linha divisória, não tem começo nem fim – onde começa o nada? Onde o nada termina? Quando sou alguma coisa, então tenho tamanho, linha divisória, sou limitado e ainda estou separado da Divindade. É necessário negar-se... Assim, me anulo incondicionalmente!!!

Obrigado por sua colaboração,

Edson Carmo

Elzenir disse...

Sem amor a vida perde a cor! Então vamos encher de cores nossa vida! BJS

Edson Carmo disse...

Oi Jou Jou Balangandã!

Não, eu não conheço o livro! Mas devido sua indicação vou procurar conhecê-lo.

Obrigado pela colaboração, beijos e uma ótima semana para você também.

Edson Carmo

Edson Carmo disse...

Querida Elzenir,

Vamos sim, fazer da vida um jardim bem florido...

Beijos na alma

Edson Carmo